Braga, terça-feira

Amares investe 200 mil euros na valorização do Santuário da Abadia

Regional

25 Junho 2020

Redação

Os antigos quartéis do Santuário da Abadia, em Amares, distrito de Braga, vão ser recuperados, no âmbito de uma estratégia global de valorização daquele emblemático monumento do concelho, foi hoje anunciado.

Os antigos quartéis do Santuário da Abadia, em Amares, distrito de Braga, vão ser recuperados, no âmbito de uma estratégia global de valorização daquele “emblemático” monumento do concelho, foi hoje anunciado.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da Câmara de Amares, Isidro Araújo, adiantou que a intervenção decorrerá ao abrigo de uma candidatura ao programa Leader, no valor de cerca de 200 mil euros.

“É mais uma intervenção para valorizar um dos mais emblemáticos monumentos de Amares”, sublinhou o autarca.

Lembrou que os antigos quartéis, que serviam para os peregrinos pernoitarem, estão desativados há alguns anos e apresentam-se atualmente “em muito mau estado”, sobretudo por causa das infiltrações de água.

A ideia será instalar naquele espaço uma espécie de "sala de visitas" do santuário e do concelho.

A Câmara de Amares e a Confraria de Nossa Senhora da Abadia assinaram há dias um protocolo de colaboração para apresentação da candidatura, que visa valorizar todo o património material e imaterial que abrange o santuário.

Além da recuperação daquele património, à candidatura está também subjacente a promoção das aldeias tradicionais do Cávado, dos territórios rurais com história.

Esta candidatura está “umbilicalmente” ligada a uma outra que visa a criação de um museu da agricultura na Aldeia do Urjal, que seja um testemunho das raízes culturais e tradições daquele que é um dos lugares turísticos mais típicos do concelho de Amares, no distrito de Braga.

A casa para instalação do museu já foi adquirida pela Câmara.

De acordo com Isidro Araújo, a recuperação, pelo menos da estrutura e telhado, poderá vir a ser feita até ao verão de 2021.

Numa primeira fase, o investimento da candidatura rondará os 120 mil euros, mas o valor total deve ascender aos 200 mil.

A aldeia do Urjal e a Abadia ficarão ligados por um trilho a criar ao abrigo da mesma candidatura.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho