Amorim diz que Sporting pode regressar à liderança antes de visitar Famalicão

Desporto

10 Fevereiro 2024

Lusa

O treinador do Sporting admitiu hoje que poderá estar novamente em primeiro lugar quando disputar o jogo em atraso da I Liga de futebol, frente ao Famalicão, mas com a condição de vencer todos os encontros.

Questionado em conferência de imprensa, em Alcochete, sobre as palavras de Frederico Varandas, que definiu esse objetivo durante a semana, Rúben Amorim lembrou que “o presidente tem muita confiança” na equipa, mas reconheceu que se o Sporting vencer “todos os jogos” pode ficar “numa situação favorável até com menos um jogo” disputado.

“Portanto, é esse o objetivo, até para tirar aquela ideia de que estamos prejudicados ou que vai acontecer uma desgraça. Não! Sabemos que é difícil, mas queremos ganhá-los todos até ao jogo do Famalicão. Será um bom sinal e se ganharmos esses jogos penso que poderemos estar em primeiro, mesmo com menos um jogo”, afirmou o técnico, na Academia do clube.

O encontro da 20.ª jornada do campeonato nacional foi adiado devido a falta de policiamento no estádio dos minhotos e ainda não tem uma data definida, uma vez que, nas próximas semanas, os 'leões' não têm disponibilidade de calendário, devido aos encontros do ‘play-off’ de acesso aos oitavos de final da Liga Europa, frente ao Young Boys, e da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, frente ao Benfica.

Questionado sobre a possibilidade de ‘empurrar’ o confronto com os ‘encarnados’ para uma data posterior, com o objetivo de ‘encaixar’ o jogo em atraso da I Liga nessa última semana de fevereiro, Rúben Amorim disse desconhecer se os regulamentos o permitem, mas admitiu que, se fosse ao contrário, provavelmente não aceitaria.

“Para esse tipo de situação tem de haver acordo entre os dois clubes. Depois temos de imaginar se o Benfica nos vai facilitar o calendário quando já tem o planeamento todo feito. Eu sou todo a favor do ‘fair-play’, mas se mexesse com o meu calendário para ajudar o Benfica, se calhar também não ajudava”, assumiu.

De resto, para vencer todos os encontros até voltar a Vila Nova de Famalicão, os ‘leões’ têm de começar pelo Sporting Clube de Braga, adversário que não venceram em nenhuma das duas vezes que defrontaram nesta época, incluindo no mês passado, nas meias-finais da Taça da Liga.

Por isso, Amorim considerou que os ‘leões’ têm de “esquecer” esse encontro, “quer o resultado quer a exibição”, e lembrou que o desafio de domingo “vai ter uma história diferente” e desejou “que também tenha um resultado diferente”.

Nesse sentido, explicou que, apesar de verem o vídeo dessa derrota, por 1-0, “eles [Sporting Clube de Braga] também viram o vídeo” e, por isso, resta “imaginar o que vai acontecer”, mas admitiu ter dado instruções especiais a Viktor Gyökeres, que teve um rendimento abaixo do habitual nesse encontro com os minhotos.

“O nosso foco foi tentar imaginar o que é que o Sporting Clube de Braga vai fazer, o que fez e o que podemos melhorar. Quando falou de um jogador a marcar e outro a sobrar, estava a falar da parte do Viktor [Gyökeres] e o que nós trabalhámos foi tentar olhar para as imagens e explicar ao Viktor o que é que ele pode melhorar se aquela situação voltar a acontecer”, revelou o técnico.

O Sporting recebe o Sporting Clube de Braga no domingo, em encontro da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol com início previsto para as 18:00, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, e arbitragem de António Nobre, da associação de Leiria.

A equipa orientada por Rúben Amorim segue em segundo lugar no campeonato, com 49 pontos, menos dois do que o Benfica, mas tem em atraso o encontro da 20.ª jornada, frente ao Famalicão, enquanto o Sporting de Braga é quarto, com 40.

Deixa o teu comentário