Artur Jorge: “Com o 3-0, equipa quebrou e ficou exposta”

Desporto

12 Fevereiro 2024

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Técnico arsenalista não contesta justiça da derrota, iniciada numa oferta que deu motivação e conforto aos leões. Perdida que daria o 2-1 antecedeu o ‘descalabro’. Baterias apontadas a quinta-feira.

Com o semblante naturalmente carregado, depois de sofrer a derrota mais expressiva da temporada (e a terceira consecutiva por 5-0 em Alvalada), Artur Jorge analisou, na flash da Sport TV, o desenrolar da partida.


“Não há muito a dizer. O resultado, sendo ele expressivo, premeia a melhor equipa. Foram mais fortes. Avisei que seria necessária a nossa melhor versão, mas estivemos longe disso”, reconhecei o técnico do SC Braga, acrescentando: “Demos vantagem ao Sporting, que ficou confortável no jogo, pela forma como joga. Na segunda parte tentámos mudar o rumo das coisas e, faltando 30 minutos, tentarmos arriscar um pouco mais, retirando o Vítor Carvalho quando perdíamos 2-0. Fomos atrás do resultado, tivemos ascendente e, depois de uma perdida nossa para o 2-1, a equipa sofre o 3-0 no lance imediatamente a seguir”, lembrou, vincando que, a partir daí, o SC Braga quebrou “por completo”, expondo-se “de toda a forma”.
 

“Ficámos cedo marcados por um erro individual e outro de comportamento, mas todos erram e não estou aqui para julgar. A derrota deriva de não termos sido melhores que o Sporting, houve uma quebra anímica forte em função do resultado e depois de uma excelente oportunidade para que a desvantagem fosse reduzida. Não foi concretizada e veio a quebra de quem se viu a perder por 3-0. Não vejo nada relacionado com o subconsciente de fantasmas passados. O Sporting foi muito eficaz e melhor que nós”, reconheceu, apontando já baterias ao duelo europeu da próxima quinta-feira, diante do Qarabag.
 

“Já falei com os jogadores, há que levantar a cabeça e assumir responsabilidade e os erros. O espaço é curto para ficarmos com grandes lamentações. Vamos ter um jogo importantíssimo para nós e para o nosso trajecto europeu. Temos de deixar este jogo para trás, mesmo havendo muito a retirar do que se passou”, vincou Artur Jorge, questionado, mais tarde, em conferência de imprensa, sobre a dificuldade em repetir a presença na Liga dos Campeões na próxima época.


“No final do campeonato faremos as contas, mas sabíamos que este ano, pelo facto de termos uma eliminatória e um play-off da Liga dos Campeões, a época seria tremendamente difícil”, finalizou.

Deixa o teu comentário