Braga, segunda-feira

Associação de Doentes com Lúpus promove corrida solidária para alertar para a doença

Nacional

06 Maio 2021

Redação

A Associação de Doentes com Lúpus (ADL) irá promover de 10 a 25 de maio a 5ª corrida solidária com o objetivo de sensibilizar para a patologia e angariar fundos para apoiar doentes com necessidades específicas relacionadas com a doença (ajuda alimentar, tratamentos, transportes e ajudas técnicas), agravadas face à situação pandémica.

A Associação de Doentes com Lúpus (ADL) irá promover de 10 a 25 de maio a 5ª corrida solidária com o objetivo de sensibilizar para a patologia e angariar fundos para apoiar doentes com necessidades específicas relacionadas com a doença (ajuda alimentar, tratamentos, transportes e ajudas técnicas), agravadas face à situação pandémica. A corrida irá decorrer em formato virtual, com início no dia 10 de maio, em que se assinala o Dia Mundial do Lúpus e o valor das inscrições vai reverter para apoiar os doentes.

De acordo com Rita Mendes, da direção da ADL, “a situação que vivemos atualmente tem sido particularmente difícil e é por isso fundamental conseguir o envolvimento da sociedade na procura de soluções. Queremos assinalar o Dia Mundial do Lúpus através da sensibilização para a doença que ainda é desconhecida de muitos e em que o diagnóstico precoce é fundamental. Este ano, e apesar das restrições impostas pela pandemia, queremos juntar o maior número possível de participantes para juntos “corrermos com o lúpus”. O valor reunido com a iniciativa destina-se a ajudar o maior número possível de doentes”.

A inscrição na corrida, assim como mais informações sobre a iniciativa poderão ser consultadas em xistarca. Durante o período que decorre a prova, que será virtual face à pandemia, os participantes irão tentar acumular o número máximo de quilómetros, caminhando ou correndo. No final, deverão partilhar a distância e o tempo da prova. As classificações serão atribuídas de acordo com o número de quilómetros percorridos.

Ao longo do mês de maio a ADL vai ainda organizar três sessões de esclarecimento destinadas aos doentes. As sessões serão dedicadas às principais preocupações dos doentes em tempo de pandemia, como a vacinação e infeção por SARS-CoV2.  Irão acontecer nos dias 10, 17 e 24 de maio e podem ser acompanhados através da página de Facebook da associação.

Estas iniciativas contam com o apoio da GSK.
 

O lúpus é uma doença autoimune, inflamatória e crónica que se estima que afete cerca de 10 mil portugueses. É uma doença pouco frequente, mas não rara. Nos doentes com Lúpus, o organismo produz anticorpos que atacam as próprias células e tecidos saudáveis, além de produzir anticorpos protetores contra uma infeção. Pode afetar várias partes diferentes do corpo, incluindo articulações, pele, rins, coração, pulmões, cérebro e vasos sanguíneos. A severidade da doença pode variar: algumas pessoas com Lúpus podem viver uma vida normal, enquanto outras experienciam frequentes episódios agudos, que podem colocar a vida em risco e que, portanto, requerem cuidados intensivos. Uma vez que não existe cura para o Lúpus, os objetivos do tratamento passam por alcançar e manter a remissão da doença, prevenir agudizações e danos dos órgãos e tecidos do organismo.

Deixa o teu comentário