Braga, quarta-feira

Augusto Canário é padrinho de candidatura da Romaria dAgonia às 7 Maravilhas da Cultura Popular

Regional

06 Julho 2020

Redação

Romaria dAgonia está entre as finalistas às 7 Maravilhas da Cultura Popular na categoria Procissões e Romarias. Cantor popular, natural de Vila Nova de Anha, em Viana do Castelo, é padrinho da candidatura.

O cantor popular Augusto Canário é o padrinho da candidatura da Romaria d’Agonia às ‘7 Maravilhas da Cultura Popular’. A Romaria de Nossa Senhora da Agonia está entre os 140 finalistas regionais, estando a votação na categoria de Procissões e Romarias.

Augusto Oliveira Gonçalves, de Vila Nova de Anha, é mais conhecido por Augusto Canário e apresenta-se “como um artesão de cantigas e todos os anos actua durante a Romaria d’Agonia, num espectáculo que atrai sempre milhares de pessoas”, informa o Município de Viana do Castelo em comunicado.

Já a Romaria d’Agonia “é grandiosa em programação, no número de visitantes, na força da tradição do traje à vianesa, no peso do ouro que as mordomas exibem ao peito”, acrescenta.

A história da festa junta-se à história da Igreja d’Agonia. “Data de 1674 a história da igreja em honra da padroeira dos pescadores. Na altura, foi edificada uma capela em invocação ao Bom Jesus do Santo Sepulcro do Calvário e, um pouco acima, uma capelinha devota a Nossa Senhora da Conceição”, pode ler-se ainda na nota.

Hoje, “o nome da santa está associado à rainha das romarias e às múltiplas tradições da maior festa popular de Portugal, nascida em 1772 da devoção dos homens do mar vindos da Galiza e de todo o litoral português para as celebrações religiosas e pagãs, que ainda hoje são repetidas anualmente na semana do dia 20 de Agosto, feriado municipal”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho