Braga, quarta-feira

Avançado José Varela sente-se recompensado com a estreia na I Liga pelo Aves

Desporto

08 Junho 2020

Redação

O avançado cabo-verdiano José Varela congratulou-se hoje com a estreia na I Liga de futebol ao serviço do Desportivo das Aves, numa celebração moderada pela derrota na receção ao Belenenses SAD.

O avançado cabo-verdiano José Varela congratulou-se hoje com a estreia na I Liga de futebol ao serviço do Desportivo das Aves, numa celebração moderada pela derrota na receção ao Belenenses SAD.

“Tinha feito a pré-época com a equipa principal e já conhecia a maioria dos jogadores. Não entrei tímido, mas tranquilo e fiz o meu trabalho. Queria ajudar a equipa, mas infelizmente não conseguimos a vitória. Enquanto houver possibilidades vamos lutar para conseguir o objetivo”, referiu o extremo, numa conversa promovida pelos nortenhos.

José Varela, de 22 anos, entrou ao intervalo do encontro com os ‘azuis’, da 25.ª jornada, que assinalou a retoma do campeonato, após quase três meses de paragem devido à pandemia de covid-19, contribuindo para uma postura mais adiantada da formação de Nuno Manta Santos, que perdeu por 2-0 e somou a 10.ª derrota em 13 duelos caseiros.

“Preparei-me para o que pudesse aparecer, treinei, fui profissional e quando fui chamado só pensei em agarrar a oportunidade, trabalhar dia após dia e melhorar. Quero tentar algo mais no futuro e tenho o objetivo de marcar um golo, que dedicava ao meu povo e à minha cidade, que é pequena. Sei que seria um orgulho para todos eles”, partilhou.

Com formação repartida entre Real Massamá, Loures, Desportivo das Aves e Mirandela, José Varela destacou-se pela segunda temporada consecutiva na equipa sub-23 dos nortenhos, que conquistou a primeira edição da Liga e Taça Revelação em 2018/19, apontando seis golos em 34 jogos até ao cancelamento da prova, em 08 de abril.

Posicionados na 18.ª e última posição da I Liga, com 13 pontos, 12 abaixo da zona de salvação, os avenses preparam a deslocação ao Tondela, no 14.ª posto, com 26, na quinta-feira, às 21:15, no Estádio João Cardoso, num jogo em que Nuno Manta Santos poderá contar com Luiz Fernando e Rúben Macedo, que cumpriram castigo.

Em sentido contrário, o jogador que acusou positivo ao novo coronavírus, cuja identidade foi preservada pelo clube, mantém-se em isolamento e falhará o encontro com os ‘beirões’, que será antecedido por duas baterias obrigatórias de testes à covid-19, ao abrigo do protocolo estabelecido para o reinício do campeonato.

O Desportivo das Aves tem atravessado uma série de contrariedades desportivas, diretivas e financeiras desde agosto e pode perder dois a cinco pontos pelo atraso salarial verificado entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, que a SAD justificou com a paralisação da atividade económica na China, motivada pelo novo coronavírus.

O processo seguiu da Liga de clubes para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol em 03 de abril, originando as rescisões unilaterais do guarda-redes francês Quentin Beunardeau e do avançado brasileiro Welinton Júnior, enquanto a administração do chinês Wei Zhao liquidava verbas aos plantéis principal e sub-23.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho