Braga, quarta-feira

Avante!: A luta continua, sentada, separada e com respeito pelas regras

Nacional

06 Setembro 2020

Lusa

Apesar da polémica, o comício do PCP de encerramento da 44.ª Festa do Avante! realizou-se hoje, pela primeira vez desde 1976, face a uma plateia sentada e rigorosamente separada, devido à pandemia de covid-19.

A expectativa era alta, momentos antes do início do comício que habitualmente encerra a festa político-cultural do PCP, nas quintas da Atalaia e do Cabo da Marinha, no Seixal, distrito de Setúbal.
 

O certame anual comunista esteve nos últimos meses envolto em polémica, motivando críticas de vários setores da sociedade, mesmo após o estabelecimento de regras pela Direção-Geral da Saúde (DGS), que reduziu a lotação do recinto para cerca de 16.500 pessoas.
 

“Onde me devo sentar se for de Setúbal?”, questionou uma militante a um dos muitos assistentes de plateia que reforçaram a sua presença junto ao palco “25 de Abril” – o maior do recinto -, orientando cada pessoa até ao lugar marcado.
 

Sentados na plateia estiveram membros do Comité Central comunista e de delegações internacionais (de Espanha à Grécia, de Cuba à Palestina), as bandeiras foram erguidas e as vozes afinadas, num recinto onde as cadeiras se perderam de vista e se ouviram as habituais palavras de ordem: “A luta continua”.
 

No palco, as superfícies foram higienizadas entre cada intervenção, e nas palavras dos dirigentes insistiu-se na “capacidade de organização”, na “responsabilidade” e na “segurança da festa”.
 

Terminados os 45 minutos de discurso do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, para além da habitual “Internacional Comunista” e cantado o hino nacional, os apelos repetiram-se para que os militantes sentados não saíssem dos lugares.
 

“Camaradas, devemos permanecer nos nossos lugares de maneira a que a saída respeite o distanciamento social”, apelou-se do palco, através do sistema sonoro.
 

A debandada foi feita da forma mais ordeira possível, avistando-se um ou outro ajuntamento, entre as várias carrinhas de apoio e os assistentes de plateia que foram guiando a multidão.
 

A Festa do “Avante!” termina este domingo, com um concerto da banda Xutos e Pontapés, depois de uma edição inédita marcada pelos protestos contra a sua realização, sobretudo dos partidos da direita, e com uma redução significativa dos visitantes.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho