Braga, segunda-feira

BE quer continuidade de projetos de prevenção de fogos no Parque Peneda-Gerês

Regional

08 Janeiro 2020

Redação

O Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo sobre a "continuidade do financiamento" dos projetos no âmbito do plano-piloto de prevenção de incêndios florestais e de valorização e recuperação de habitats naturais no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

O Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo sobre a "continuidade do financiamento" dos projetos no âmbito do plano-piloto de prevenção de incêndios florestais e de valorização e recuperação de ‘habitats’ naturais no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, os bloquistas informam que, num documento entregue na Assembleia da República, os deputados eleitos pelo círculo de Braga, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, defendem que aquele plano "tem-se revelado importantíssimo para a gestão coerente do Parque".

Os bloquistas lembram que o PNPG abrange território de 22 freguesias, distribuídas pelos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço, Montalegre, Ponte da Barca e Terras de Bouro e que esta Área Protegida forma um conjunto com o parque natural espanhol da Baixa Limia - serra do Xurés (na Galiza), constituindo com este, desde 1997, o Parque Transfronteiriço Gerês-Xurés e a Reserva da Biosfera com o mesmo nome.

"Alguns dos projetos irão terminar financiamento no corrente ano de 2020 e outros no próximo ano, pelo que é fundamental assegurar a continuidade de financiamento deste projeto que tão importante tem sido para o Parque", acrescenta o BE.

Desta forma, o partido "pretende que o Ministério do Ambiente e da Ação Climática esclareça se está garantida a continuidade de financiamento do plano-piloto aprovado no âmbito da Resolução de Conselho de Ministros n.º 83/2016".

O BE pretende ainda saber "quando será confirmado esse financiamento através da publicação em Diário da República".

Deixa o teu comentário