Benfica defronta Spartak Moscovo na terceira pré-eliminatória

Desporto

19 Julho 2021

Lusa

O Benfica vai defrontar o Spartak Moscovo, treinado pelo português Rui Vitória, na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol, ditou o sorteio realizado hoje na sede da UEFA, em Nyon (Suíça).

A equipa lisboeta jogará a primeira mão fora, em 03 ou 04 de agosto, e a segunda em casa, no dia 10, frente ao vice-campeão russo, que é orientado pelo antigo técnico dos ‘encarnados’, pelos quais se sagrou campeão português em 2016, 2017 e 2019 (apesar de no último ano ter sido substituído por Bruno Lage).
 

Caso ultrapasse a terceira pré-eliminatória, o Benfica, campeão europeu em 1961 e 1962, terá ainda de disputar os ‘play-off’ de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões da época 2021/22, para a qual estão diretamente qualificados o Sporting, campeão português, e o FC Porto.
 

Será a segunda vez que Benfica e Spartak Moscovo são adversários nas competições da UEFA, depois de ambos terem integrado o mesmo grupo na ‘Champions’ de 2012/13, com uma vitória para cada lado.
 

As duas equipas não conseguiram então ultrapassar a fase de grupos, com o Benfica a terminar em terceiro lugar e a ser relegado para a Liga Europa – em que chegaria à final e perderia com o Chelsea -, e o Spartak em quarto.
 

Nos jogos entre ambos, o Benfica, na ocasião igualmente orientado por Jorge Jesus, venceu no Estádio da Luz por 2-0, com um ‘bis’ de Óscar Cardoso, num plantel do qual ‘sobrevive’ André Almeida, e perdeu em Moscovo por 2-1, com Lima a fazer o tento ‘encarnado’.
 

Já depois disso, o Spartak apenas voltou a encontrar uma equipa portuguesa nos ‘play-off’ da Liga Europa de 2019/20, com o Sporting de Braga a eliminar a equipa russa e a garantir um lugar na fase de grupos, com vitórias por 1-0 em casa e 2-1 fora.
 

O próximo duelo de Benfica e Spartak tem ainda o aspeto emocional de opor dois treinadores portugueses, e, sobretudo, com alguma rivalidade, relativa às épocas em que Jorge Jesus e Rui Vitória trocaram palavras mais azedas, quando estavam no Sporting e no Benfica, respetivamente.
 

Os dois treinadores defrontaram-se em 21 ocasiões, com 13 triunfos para Jorge Jesus, quatro empates, e quatro vitórias para Rui Vitória.
 

Nos últimos três jogos na I Liga, sob os ‘holofotes’ do ‘dérbi’, os dois treinadores saíram empatados, duas vezes em Alvalade e uma na Luz, num ‘confronto’ em que Jesus tem duas finais vencidas (Supertaça, com o Sporting, e Taça da Liga, com o Benfica), e Rui Vitória tem uma Taça de Portugal (com o Vitória de Guimarães).

Deixa o teu comentário