Braga, quarta-feira

Bicavalaria do Minho quer acolher encontro nacional dos míticos Citroën 2CV em 2022

Regional

27 Janeiro 2020

Redação

Direcção do Clube vai apresentar uma candidatura para organizar o encontro nacional destas icónicas viaturas em 2022. Caso seja bem sucedida, Braga acolherá perto de meio milhar de aficcionados e duas centenas de carros.

A direcção da Bicavalaria do Minho - clube 2 CV e derivados vai apresentar uma candidatura à estrutura nacional para promover o encontro nacional dos míticos Citroën 2CV e derivados na cidade dos Arcebispos em 2022. A notícia foi avançada ontem pelo presidente da Bicavalaria do Minho durante aquela que foi a primeira actividade do clube deste ano, onde se inseriu a já famosa ‘Bênção das Mulinhas’.

“Precisamos de apoios quer institucionais, quer particulares”, adianta Fernando Cardoso, avançando que o clube vai encetar já em Fevereiro um conjunto de contactos para recolher os apoios necessários.
Se a candidatura for bem sucedida, Braga acolherá perto de meio milhar de aficcionados dos 2CV e perto de duas centenas de viaturas.

Fernando Cardoso explica que depois de ser oficializado como clube, em 2005, a Bicavalaria do Minho deu início, em 2007, à “visita aos parentes” que se traduziu numa visita anual, em caravana, aos vários clubes nacionais. “No primeiro ano, em quatro dias, visitamos os clubes que existiam até à zona centro. No ano seguinte, visitamos os que estão fixados no centro até ao Algarve”.

A iniciativa incutiu uma outra dinâmica nos clubes nacionais que passaram, desde então, a promover anualmente um encontro nacional. “Os clubes, que estavam de costas voltadas, uniram-se e passaram a promover encontros nacionais que nunca tinham sido organizados”, continua o dirigente minhoto.

O primeiro encontro nacional teve lugar em Santarém e, desde então, os clubes tem vindo a reunir-se de dois em dois anos, sempre em anos pares “porque nos anos ímpares há encontros mundiais”, justifica ainda Fernando Cardoso.

A Bicavalaria do Minho conta actualmente com cerca de 350 sócios que, no primeiro mês de cada ano, se encontram para conviverem e benzerem as ‘mulinhas”.

“É uma bênção dirigida sobretudo aos novos sócios, mas que se estende a todos”, afirma o presidente da direcção.
Foram 45 as viaturas presentes neste encontro.

José Gomes, uma dos participantes, trouxe a este encontro um dos 2CV mais antigos do país, de 1955. Apesar de só sair da garagem para estes encontros e para manutenção, Filipe garante este e outros dois 2CV de que é proprietário tem já seguidores na família: os seus filhos.

Deixa o teu comentário