Braga, quarta-feira

Bombeiros Sapadores abrem concurso

Regional

09 Julho 2021

Redação

Município de Viana abre concurso externo de admissão a estágio de 11 recrutas. De entre os pré-requisitos necessários, os candidatos devem ter idade compreendida entre os 18 aos 25 anos, ter o 12.º ano e altura superior a 1,60 metros.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai abrir concurso externo de ingresso para admissão a estágio de 11 recrutas para os Bombeiros Sapadores.

De entre as suas várias funções, os sapadores têm como objectivo combater os incêndios, prestar socorro às populações em caso de inundações, desabamentos, abalroamentos e em todos os acidentes, catástrofes ou calamidades.

Têm ainda como missão prestar socorro a náufragos e fazer buscas subaquáticas, exercer actividades de socorro e transporte de sinistrados e doentes, fazer a protecção contra incêndios em edifícios públicos, casas de espetáculos e divertimento público e outros recintos.

Entre os requisitos gerais, encontra-se a nacionalidade portuguesa, não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício a que se propõe desempenhar, robustez física e perfil psíquico in- dispensáveis ao exercício das funções, bem como o cumprimento das leis de vacinação obrigatória.

No que toca aos requisitos especiais, os recrutas devem ter entre 18 e 25 anos, ter como habilitações literárias mínimas o 12º ano ou equivalente e ter altura igual ou superior a 1,60 metros.

Refira-se ainda que, junto ao quartel da corporação de Sapadores, está a surgir a ampliação do Centro Municipal de Protecção Civil, num investimento de mais de 880 mil euros que visa dar melhor resposta aos desafios da actualidade, no âmbito da Protecção Civil.

A ampliação do edifício será implantada na parte sul do terreno do quartel dos Bombeiros Sapadores, na continuidade do actual parque de viaturas.

As instalações vão contar com diversas componentes, como o Planeamento Municipal de Emergência, Plataformas de concertação (destinadas a reuniões da comissão municipal de Protecção Civil, eventos desportivos e culturais), acções de sensibilização e formação, áreas técnicas e Centro Municipal de Operações de Socorro – CCOM.

Este novo edifício, que se constituirá como frente urbana, desenvolve-se em dois pisos.

No piso térreo, vão ser implementados espaços de maior contacto com a população, nomeadamente a secretaria, a comissão Municipal de Proteção Civil, a sala polivalente de apoio à emergência. Vai contar também com um espaço de logística, chefe de serviço e serviços técnicos dedicados ao planeamento e avaliação de riscos e vulnerabilidade.

No piso superior serão instaladas zonas técnicas, com um gabinete de comando e camaratas de vestiários.

Deixa o teu comentário