Braga, quinta-feira

Braga com 211 casos activos de Covid-19

Regional

19 Setembro 2020

Lusa

Numa semana foram confirmados 61 novos casos de Covid-19 no concelho, mas no mesmo período há registo de 40 recuperados. Entretanto, o presidente da câmara associou-se à campanha nacional Vacina para Todos.

O concelho de Braga registava anteontem ao final do dia um total acumulado de 1678 casos de Covid-19, estando 433 pessoas em vigilância activa. São mais 61 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, em comparação com o mesmo dia da semana passada.


Os número de casos activos é assim de 211, isto porque o número de vítimas mortais se mantém nas 74 e os número de recuperados nos 1393.
 

 Note-se ainda, que entre o dia 10 e o 17 de Setembro registaram-se mais 40 recuperados.


Em vigilância activa estavam 433 pessoas.


Estes são os dados da autoridade local de saúde, transmitidos ao município.


Entretanto, o Município de Braga divulgou ontem que Ricardo Rio é um dos signatários da campanha ‘Vacina para Todos’.


O presidente da Câmara de Braga é uma das mais de cem personalidades portuguesas que se associaram à campanha que defende o acesso universal e gratuito à vacina da Covid-19.
 

Os signatários consideram estas vacinas como um “bem comum global”, devendo ser “livres de qualquer direito de patente pertencente a qualquer pessoa”.


“A Covid-19 e os seus efeitos são mais significativos na população mais carenciada, pelo que se torna imperativo assegurar a vacinação a todos”, refere o autarca, citado em nota do município. Rio considera ainda que esta “é a única forma de combater eficazmente a pandemia”.


O autarca explica que esta campanha não pretende impor a vacinação, mas “garantir o acesso a todas as pessoas que se queiram vacinar”.
 

Lançada em Portugal pela Academia de Líderes Ubuntu, um projecto do Instituto Padre António Vieira, a campanha associa-se à iniciativa ‘Declare Covid-19 vaccine a global common good’ do Prémio Nobel da Paz Mohammad Yunus.


A campanha ‘Vacina para Todos’ defende a criação de um mecanismo que determine o “retorno justo dos investimentos em pesquisa para a descoberta de uma vacina Covid-19”. Por outro lado, consideram os signatários, “os resultados da investigação devem ser do domínio público, disponibilizando-os a qualquer unidade de produção que se comprometa a operar sob rigorosa supervisão regulamentar internacional e somente para essas unidades”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho