Braga, segunda-feira

Brexit: PM britânico quer que este seja "começo de uma nova era de cooperação com a UE

Internacional

01 Fevereiro 2020

Redação

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse hoje, num discurso para marcar a saída do Reino Unido da União Europeia, querer que este seja "o começo de uma nova era de cooperação" com a UE.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse hoje, num discurso para marcar a saída do Reino Unido da União Europeia, querer que este seja "o começo de uma nova era de cooperação" com a UE.

"Queremos que este seja o começo de uma nova era de cooperação amistosa entre a UE e um Reino Unido enérgico. Um Reino Unido que é simultaneamente uma grande potência europeia e verdadeiramente global no nosso alcance e ambições", salientou.

Num discurso à nação, gravado antecipadamente, Boris Johnson quais passar a mensagem de que o país tem uma oportunidade única para se desenvolver termos económicos, mas também sociais.

"Quando olho para o potencial deste país esperando para ser soltado, sei que podemos transformar esta oportunidade num sucesso impressionante. E quaisquer que sejam os solavancos na estrada à frente, eu sei que teremos sucesso", afirmou.

O Reino Unido sai formalmente da UE hoje às 23:00 horas (locais e GMT, meia-noite em Bruxelas), concluindo um processo que foi desencadeado pelo referendo de 2016, quando 52% dos eleitores britânicos votaram a favor do 'Brexit'.

Para marcar a ocasião, foi projetada na parede exterior do edifício da residência oficial do primeiro-ministro, em Downing Street, uma instalação luminosa, incluindo um relógio em contagem decrescente até às 23:00 (locais e GMT, meia-noite em Bruxelas), a hora oficial da saída da UE.

Os edifícios governamentais na zona de Westminster também foram iluminados e bandeiras nacionais içadas em redor da Praça do Parlamento.

O dia também foi marcado pela entrada em circulação de uma edição especial de três milhões de moedas de 50 pence, com a inscrição "Paz, prosperidade e amizade com todas as nações", e uma reunião do governo fora de Londres, em Sunderland, no norte da Inglaterra.

Consumada a saída da UE, segue-se o período de transição que começa a contar a partir deste sábado e vai até 31 de dezembro de 2020, durante o qual o Reino Unido continua a respeitar as normas europeias a fazer parte do mercado único europeu.

Designado oficialmente por Período de Implementação, mantém na prática o Reino Unido dentro do mercado único, estando obrigado a respeitar as regras europeias, mas sem estar representado nas instituições de Bruxelas nem participar nas decisões.

O objetivo é evitar uma mudança repentina, dando tempo a que empresas e cidadãos se adaptem.

As negociações, oficialmente, só deverão começar em março, e os termos ficaram definidos na declaração política que acompanha o Acordo de Saída negociado pelo primeiro-ministro, Boris Johnson.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho