Braga, terça-feira

Câmara de Fafe reclama mais 1,5 milhões para pavilhões das escolas

Regional

07 Janeiro 2020

Redação

Escolas Secundária e Básica de Fafe foram requalificadas com 10 milhões de euros. Câmara pede mais 1,5 milhões para melhorar os pavilhões desportivos dos estabelecimentos de ensino.

Ontem, dia em que foram inauguradas as obras de requalificação e ampliação da Escola Secundária e da Escola Básica Professor Carlos Teixeira, no valor de 10 milhões de euros, a Câmara Municipal de Fafe apresentou ao Governo um caderno de encargos de mais 1,5 milhões para melhorias nos pavilhões desportivos dos dois estabelecimentos de ensino.


Raul Cunha, presidente da Câmara Municipal, declarou ontem, perante o Primeiro Ministro e o Ministro da Educação, que o investimento na modernização daquelas duas escolas só ficará completo com a requalificação dos dois pavilhões.
 

Para a remodelação e ampliação da ‘Secundária’ e da ‘Carlos Teixeira’, cerca de 4,4 milhões foram assumidos pelo Município de Fafe, no âmbito de uma parceria celebrada como o Governo, assumindo o edil compromisso para “um encontro de solução” que permita iniciar as obras nos pavilhões desportivos ainda no corrente ano.


A comparticipação financeira que a Câmara Municipal de Fafe assumiu na modernização daqueles dois estabelecimentos de ensino “resulta de uma opção política pela Educação”, assumiu Raul Cunha, apontando o desafio de “criar condições de renovação do ensino e aprendizagem”, bem como de “promoção do sucesso escolar”.
 

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues relevou que, “generosamente”, a Câmara Municipal de Braga assumiu comparticipação nacional no financiamento das obras por parte do programa Portugal 2020.


Tanto o edil como o director do Agrupamento de Escolas de Fafe, Jorge Machado, lembraram que as obras nos dois estabelecimentos de ensino ontem visitados pelo Primeiro Ministro eram há muito reclamadas.


A Escola Secundária e a Escola Professor Carlos Teixeira ficaram de fora do programa de intervenção da ‘Parque Escolar’, considerando o director do Agrupamento que “a Educação é tanto melhor quanto melhor forem as condições de aprendizagem”.


Manifestou “esperança de que estes continuarão a ser espaços “onde as crianças podem ser felizes e aprender com qualidade”.


Para a directora da Escola Secundária, Natália Correia, as renovadas instalações constituem uma “oportunidade para aumentar a atractividade para os alunos e encarregados de educação, permitindo, desse modo, suportar com qualidade e eficácia a sua oferta educativo, tanto no ensino regular, como profissional”.” de um estabelecimento de ensino com mais de três décadas de funcionamento e que continua a ser o único da rede pública na cidade de Fafe com oferta daquele nível.
 

No final de uma visita demo-rada à Escola Secundária e à Escola Básica Professor Carlos Teixeira, o Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues elogiou os projectos pedagógicos ali desenvolvidos, que considerou “densos”.
 

Obras para melhor ensino a comunidade com mais de 2800 alunos
 

A Escola Secundária de Fafe é frequentada por 1 505 alunos , enquanto na Escola Básica Carlos Teixeira, com oferta do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, estão inscritos 1 326 alunos.


Na requalificação e ampliação da Escola Secundária de Fafe foram investidos 4 886 426 euros, enquanto o orçamento das obras na Escola Básica Professor Carlos Teixeira foi de 5 045 822 euros.

As empreitadas tiveram como objectivo a reabilitação integral das duas escolas, já que as mesmas, ao longo de mais de 30 anos de utilização e sem grandes obras de manutenção, foram-se degradando até se tornarem desadequadas às suas funções.


A Escola Básica Professor Carlos Teixeira teve uma intervenção de raiz e passou a acolher estudantes desde o primeiro até ao terceiro ciclo de escolaridade.
 

Escolas da região Norte recebem mais 39 milhões de euros para obras
 

Trinta e nove milhões de euros serão afectos à modernização do parque escolar da região Norte, a partir do mês de Julho, no âmbito de nova reprogramação do programa comunitário Portugal 2020, anunciou ontem, em Fafe, o ministro da Educação. Tiago Brandão Rodrigues, que acompanhou o Primeiro Ministro, António Costa, na cerimónia de inauguração da requalificação da Escola Básica?Professor Carlos Teixeira e da Escola Secundária de Fafe, destacou que, nos últimos anos, foram investidos 350 milhões de euros na renovação de instalações de cerca de duas centenas de estabelecimentos escolares, estando previstos mais 111 milhões para os próximos tempos.


O Primeiro Ministro garantiu que valeu a pena o investimento na Educação, na anterior legislatura, aposta que permite a formação de uma geração que ainda vai estar mais bem preparada do que a actual.


“Hoje dizemos, com muito orgulho, que, finalmente, temos a geração mais bem preparada de sempre, mas há outra história que é preciso começarmos a contar: é que nós estamos a preparar a geração que ainda vai ser melhor preparada do que a actual”, afirmou o chefe do Governo.
 

No dia de arranque do segundo período lectivo, António Costa foi a Fafe reafirmar que a aposta na educação “vai ser absolutamente decisiva para o futuro, para a transformação da sociedade e para a transformação do tecido económico”.


O Primeiro Ministro lembrou os anos de “crise profunda” que Portugal viveu, durante os quais as obras nas escolas estiveram “paradas ou nem sequer iniciadas”, lamentando que “quando se programou o actual quadro do Portugal 2020” o investimento na modernização do parque escolar não tenha sido considerado prioritário.


“Do antigo QREN para o actual quadro do Portugal 2020, o investimento baixou de 2, 2 mil milhões de euros para 350 milhões”, salientou, elogiando o acção do ministro da Educação, que ajudou a “recomeçar as obras que estavam paradas ou arrancar com obras que nem sequer tinham sido iniciadas”, aproveitando duas reprogramações sucessivas dos quadros comunitários de apoio a Portugal.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho