Braga, sexta-feira

Câmara oferece livros de fichas ao 1.º ciclo e apoia livrarias locais

Regional

13 Julho 2021

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Câmara vai oferecer os livros de fichas aos alunos do 1.º ciclo da rede pública, numa medida que, em simultâneo, vai apoiar livrarias concelhias. Município também paga manuais aos alunos do privado.

A Câmara Municipal de Braga vai voltar a oferecer os livros de fichas de actividades que complementam os manuais escolares a todos os alunos do 1.º ciclo do ensino básico da rede pública do concelho. A medida, que representa um investimento de 176 mil euros (sem IVA), constitui também um estímulo ao comércio local, nomeadamente às livrarias do concelho.

O Programa ‘Voucher Educação para os alunos do 1.º ciclo do ensino público do Município de Braga’ é viabilizado no âmbito de um protocolo, entre a Câmara Municipal e a Associação Comercial de Braga (ACB), que é votado hoje em reunião do executivo municipal.

No âmbito deste programa, o Município volta a oferecer os manuais de fichas de actividades, complementando assim os manuais escolares que são garantidos pelo Ministério da Educação.

À semelhança do ano lectivo anterior, este medida deve contemplar cerca de 5600 alunos que vão ter assim acesso gratuito aos manuais de fichas de Língua Portuguesa, Matemática e Estudo do Meio.

Os encerregados de educação terão acesso ao ‘voucher’ através da escola sede do Agrupamento de Escolas frequentado pelo educando.

Esse ‘voucher’ deve depois ser trocado pelos livros de fichas numa das livrarias aderentes ao programa.

A gestão das livrarias aderentes será competência da Associação Comercial.

Através do protocolado com a Associação Comercial de Braga, a medida constitui, assim, um incentivo o comércio local, nomeadamente as livrarias do concelho.

Ainda na reunião de Câmara desta manhã é votada também a proposta para a oferta dos manuais escolares obrigatórios aos alunos do 1.º ciclo do ensino básico privado do concelho. Recorde-se que o ensino privado não é contemplado com a oferta dos manuais, assumindo a autarquia essa ajuda. A medida representa um custo global na ordem dos 60 mil euros.

Neste caso, os encarregados de educação terão de solicitar o reembolso do valor pago pelos manuais junto do Balcão Único, nas datas a divulgar posteriormente.

Deixa o teu comentário