Braga, quinta-feira

Carlos Carvalhal antecipa que duelo com Benfica pode ser decidido nos pormenores

Desporto

16 Junho 2020

Redação

Carlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, considerou hoje que o jogo de quarta-feira, com o Benfica, da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, "poderá ser decidido em pequenos pormenores".

Carlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, considerou hoje que o jogo de quarta-feira, com o Benfica, da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, "poderá ser decidido em pequenos pormenores".

"Espero um jogo entre duas equipas focadas em tentar ganhar e muito concentradas em não cometer erros. Um jogo que poderá ser decidido em pequenos pormenores. Esperamos cometer o mínimo de erros possíveis e jogar sem amarras", disse o treinador dos vila-condenses.

Carlos Carvalhal apontou que a sua equipa "costuma colocar dificuldades a todos os adversários", prometendo, neste desafio frente às ‘águias', um Rio Ave a "jogar olhos nos olhos".

"Encaramos todos os jogos para vencer. Mantemos este propósito desde o início da época e já conseguimos tirar pontos ao FC Porto, vencer e empatar com o Sporting e com o Vitória Guimarães. Agora, vamos também jogar olhos nos olhos com o Benfica", prometeu Carvalhal.

Sobre um eventual estado emocional mais frágil da formação lisboeta, depois de ter somado quatro empates consecutivos e ter sido alvo de um ataque ao autocarro da equipa, o treinador do Rio Ave não acredita que tal terá influência nesta partida.

"Do ponto de vista emocional, o passado terá o seu peso até ao apito inicial. Depois, o jogo terá uma sequência que ditará no final um vencedor ou um empate. No que estamos focados é em conseguir a vitória", apontou.

Ainda assim, Carlos Carvalhal não deixou de repudiar o ataque ao autocarro dos ‘encarnados' considerando que "foi um acontecimento muito grave".

"Foi um acontecimento lamentável, que entrou na privacidade do meu amigo Bruno Lage e dos seus jogadores. Condeno essa situação e estou à espera de ver as pessoas responsáveis sentadas no banco dos réus. É um caso grave e a justiça tem de atuar para punir de forma exemplar, até para não haver casos semelhantes no futuro", disse Carvalhal.

O técnico dos vila-condenses abordou, ainda, o estado físico da sua equipa nesta retoma do campeonato, considerando que houve uma evolução na qualidade de jogo desde a derrota com o Paços de Ferreira, na jornada de regresso, até à vitória com Moreirense, na semana passada.

"Sentimos que houve uma progressão, apesar das dificuldades sentidas após a retoma da competição. Queremos continuar a fazer evoluir a equipa e estamos convencidos que o vamos mostrar nesta partida com o Benfica", garantiu Carlos Carvalhal.

Como é habitual, o técnico da formação da foz do Ave não divulgou a lista de convocados para este desafio, mas sabe que não pode contar com o defesa Costinha, o médio Jambor e avançado Schutte, todos a recuperarem de lesão.

O Rio Ave, sexto classificado com 41 pontos, recebe esta quarta-feira, em Vila do Conde, o Benfica, segundo com 61, numa partida agendada para as 21:15, que terá arbitragem de Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho