Braga, segunda-feira

Carlos Carvalhal "satisfeitíssimo" com registo de vitórias do Sporting de Braga

Desporto

06 Janeiro 2021

Lusa

O treinador Carlos Carvalhal afirmou hoje estar "satisfeitíssimo" com o registo de vitórias do Sporting de Braga esta época e prometeu uma equipa a top' para vencer o Marítimo, quinta-feira, da 13.ª jornada da I Liga de futebol.

O Sporting de Braga tem 15 vitórias nos 21 jogos realizados até ao momento em todas as competições (71 por cento de triunfos), o que deixa Carlos Carvalhal "satisfeitíssimo" tendo em conta o "contexto difícil, de jogos de três em três dias, agora com o covid-19 também, e de um plantel que não é muito extenso".
 

Para o técnico, que fazia a antevisão à receção aos insulares à televisão do clube, foi "um começo de época tudo menos fácil", com "adversários como o AEK Atenas, o Leicester", na Liga Europa, e visitas aos terrenos do "Benfica, o FC Porto, o Sporting, o Vitória de Guimarães, o Boavista".
 

"Conseguir esse registo num contexto de elevada densidade competitiva e, ao mesmo tempo, nos jogos fora de casa do máximo da dificuldade que temos no nosso campeonato, deixa-me satisfeito pelo registo, mas mais satisfeito pela qualidade de jogo, porque o Sporting de Braga é das melhores equipas a jogar na Liga", disse.
 

Os minhotos vêm de uma derrota em Alvalade, com o Sporting (2-0), enquanto os madeirenses de um empate caseiro com o Boavista (0-0), mas antes tinham registado duas vitórias seguidas.
 

"Os jogos são todos difíceis na I Liga, como em todos os campeonatos, as equipas são organizadas, têm bons jogadores e bons treinadores, como é o caso do Marítimo, que encontrou o caminho nos últimos jogos, tem conseguido resultados e estamos à espera de um jogo evidentemente difícil", disse.
 

Carlos Carvalhal garantiu um Sporting de Braga "muito focado, a ‘top', com muita vontade de vencer", tendo revelado, salientando a sua importância, que a equipa técnica fez "algum trabalho de focalização dos jogadores para este jogo".
 

Bruno Viana, Tormena, David Carmo e Castro, todos infetados com o novo coronavírus (questionado pela Lusa pela situação atual, o clube diz não divulgar os resultados dos testes aos jogadores), ficaram de fora do jogo com o Boavista e com o Sporting, a que se juntou a ausência de Galeno no Bessa, por lesão.
 

"Ver-se privado de cinco jogadores do nada e fazer o que conseguimos no Boavista [vitória por 4-1] foi muito bom, e da mesma forma o fizemos em Alvalade, o nível exibicional foi idêntico, num jogo [Boavista] houve eficácia, noutro [Sporting] faltou eficácia", afirmou.
 

O treinador, contudo, diz não lamentar ausências.
 

"É com os que estão disponíveis temos de ganhar os jogos. Vamos entrar num ciclo terrível, a partir do jogo com o Torreense [13 de janeiro, para a Taça de Portugal] vamos jogar de três em três dias praticamente até março, num grupo muito pequeno temos vindo a recrutar jovens jogadores na equipa B e nos sub-23 e o mesmo vai acontecer amanhã [quinta-feira]. O mais importante que temos de fazer é focarmo-nos no jogo seguinte, neste caso é com o Marítimo, estamos muito confiantes, a equipa está muito sólida e isso é muito importante para ganhar", reforçou.
 

Sporting de Braga, quarto classificado, com 24 pontos, e o Marítimo, oitavo, com 14, defrontam-se a partir das 21:00 de quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Hélder Malheiro, da associação de Lisboa.

Deixa o teu comentário