Braga, terça-feira

Centro Qualifica de Braga capacitou cerca de 2.500 adultos desde 2017

Regional

29 Outubro 2020

Redação

Cerca de 2500 adultos foram acompanhados, desde 2017, pelo Centro Qualifica de Braga, consórcio promovido pelo Município de Braga em parceria com os Agrupamentos de Escolas Alberto Sampaio, Carlos Amarante, D. Maria II, Maximinos, Sá de Miranda, pela Escola Profissional de Braga e com várias entidades parceiras, permitindo aumentar os níveis de escolaridade e melhora contribuindo, decisivamente, para a integração plena no mercado de trabalho, ascensão na carreira e/ou reconversão profissional.

Cerca de 2500 adultos foram acompanhados, desde 2017, pelo Centro Qualifica de Braga, consórcio promovido pelo Município de Braga em parceria com os Agrupamentos de Escolas Alberto Sampaio, Carlos Amarante, D. Maria II, Maximinos, Sá de Miranda, pela Escola Profissional de Braga e com várias entidades parceiras, permitindo aumentar os níveis de escolaridade e melhora contribuindo, decisivamente, para a integração plena no mercado de trabalho, ascensão na carreira e/ou reconversão profissional.

O Centro Qualifica de Braga continua, entretanto, a desenvolver a sua actividade, o que viabiliza a continuidade de inscrições, do encaminhamento para formação qualificante ou do desenvolvimento e certificação dos processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) escolares e profissionais, assegurando respostas adequadas aos adultos que tencionem aumentar os níveis de qualificação.

Entre os dias 12 e 14 de Outubro abriram três novos grupos de RVCC assegurando uma oferta de qualificação a cerca de 50 candidatos que os integram, para a obtenção do 9º ou 12º ano de escolaridade, que decorrerá ao longo dos próximos meses nas Escolas Secundárias Alberto Sampaio, Maximinos e Sá de Miranda.

Segundo Lídia Dias, vereadora da Educação do Município de Braga, o Programa Qualifica pretende “proporcionar aos cidadãos, de idade adulta, um impulso para a qualificação e aquisição de aprendizagens, formais e não formais, ao longo da vida”. A abertura de novos grupos de trabalho “cumprindo, respeitando e adaptando as sessões à nova realidade vivida, permite ao Centro Qualifica uma intervenção integral do projecto no terreno, com o intuito de trabalhar, todos os dias, para uma Cidade Educadora, uma Cidade de oportunidades e de concretização de sonhos”, sustenta a vereadora.

Este processo de RVCC possibilita aos candidatos a oportunidade de demonstrar e valorizar as competências adquiridas ao longo da vida, aumentar os níveis de qualificação e preparar-se para o futuro, no que diz respeito à empregabilidade e ao reconhecimento social.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho