Braga, sexta-feira

CERCIGUI e Synergia promovem emprego inclusivo

Regional

09 Junho 2021

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

No CADI da Synergia está já a funcionar o Centro de Recursos para a Qualificação e Emprego, onde pessoas com deficiência e/ou incapacidade encontram apoio no acesso ao emprego.

Numa parceria com a Associação Juvenil SYnergia, a CERCIGUI – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidades de Guimarães, CRL tem em funcionamento uma extensão do seu Centro de Recursos para a Qualificação e Emprego (CRQE) em Braga.

O CRQE, entidade de reabilitação credenciada pelo IEFP, está a fazer atendimento no CADI - Centro de Artes e Desporto Inclusivo da Synergia, em santo Adrião.

O CRQE destina-se a apoiar pessoas com deficiência e/ou incapacidade na tomada de decisões vocacionais e profissionais adequadas, facultando-lhes mei-os, informação e apoios considerados indispensáveis à definição do seu projecto de vida e facilitando a integração e manutenção no mercado de trabalho.

Deparando-se com o aumento da procura por parte de pessoas que residem em concelhos como Braga, Vila Verde, Amares e Terras de Bouro, a CERCIGUI avançou com uma colaboração com a Synergia proporcionando a essas pessoas uma resposta mais próxima.

“Quando pensámos em vir para Braga pensámos logo na Synergia e no CADI que tem o espaço ideal para recebermos as pessoas”, referiu Clara Castro, directora geral da CERCIGUI.

Do lado da Synergia, o desafio foi prontamente aceite. “A nossa forma de estar é privilegiar o trabalho em rede”, explicou Ricardo Sousa, presidente da associação, realçando que esta parceria vem enriquecer o CADI, um espaço vocacionado para a prática de actividades inclusivas nas áreas do desporto, da educação e da cultura, e agora também no emprego.

Ana Paula Moreira, directora do CRQE e também do Centro de Formação da CERCIGUI, realçou que o Centro de Recursos dispõe de uma equipa técnica multidisciplinar que faz um atendimento personalizado visando apoiar a qualificação e facilitar o acesso ao emprego.

A responsável explicou ainda que o CRQE além de prestar informação, avaliar e orientar para a qualificação e o emprego, também presta apoio no processo de qualificação, na adaptação de postos de trabalho e eliminação de barreiras arquitectónicas e, entre outras missões, apoia as empresas e outras entidades empregadoras no domínio da empregabilidade das pessoas com deficiência e/ou incapacidades.

Ontem, na apresentação do CRQE em Braga, Ana Paula Moreira deixou também um apelo aos empresários que queiram colaborar, dando oportunidades de trabalho a pessoas com deficiência e/ou incapacidades. Lembrou que as empresas podem de beneficiar de vários incentivos nesse âmbito. “No centro também esclarecemos as empresas”, realça.

Qualquer pessoa em idade activa, independentemente das habilitações, pode recorrer a este centro, seja quem busca o primeiro emprego, quem procura formação ou quem precisa de reconverter qualificações. A inscrição no IEFP é obrigatória, mas quem não estiver inscrito também obtém aqui apoio para a efectuar.

Deixa o teu comentário