Braga, quinta-feira

Cinco utentes CERCI Braga já partilham apartamento

Regional

09 Novembro 2020

Redação

Capacitar para a Autonomia é o que a CERCI Braga pretende com cinco utentes. O projecto-piloto e inovador conta com o apoio do Instituto Nacional para a Reabilitação. Jovens adultos têm acompanhamento diário na nova casa.

Cinco jovens adultos, utentes da CERCI Braga, já estão a partilhar um apartamento na cidade. Projecto-piloto e inovador tem o apoio do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR). “Os objectivos estão a ser cumpridos e os jovens/adultos avançam no dia a dia com rotinas e formações e integraram-se muito bem e entenderam o processo”, assegurou a coordenadora do ‘Capacitar para a autonomia’, Karen Francini, garantindo que “estão felizes” e isso “dá mais motivação para continuar”.


Atender a uma necessidade do concelho em que, actualmente, não existem respostas habitacionais/residenciais para a demanda de pessoas com deficiência intelectual, onde a procura por esse modelo de resposta social supera o número de vagas existentes foi o principal objectivo da CERCI Braga ao apresentar este projecto. “Sensibilizados com a situação actual, avançamos com o projeto-piloto ‘Capacitar para a Autonomia’, em que cinco adultos com deficiência intelectual ligeira partilham uma casa, e, mediante apoio técnico por parte da instituição e acompanhamento por monitores devidamente capacitados para a função, se preparam para uma vida mais independente e com melhor qualidade de vida”, explicou.
 

A equipa técnica responsável desenvolveu planos de actividades para que sejam “alcançadas novas competências que maximizem a autonomia dos clientes, ajustando-se ao projecto de vida individual e às suas necessidades”, contou Karen Francini, adiantando que os utentes têm entre 20 e 52 anos.


“O nosso principal objectivo é capacitá-los para uma vida mais autónoma e inclusiva, por isso, desenvolvemos actividades e formações que promovem novas competências a nível socio-profissional e a integração no mercado de trabalho, como também a gestão doméstica através dos treinos de actividades da vida diária”, contou.
 

Os utentes chegam a casa, do Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) da CERCI Braga ou do trabalho protegido, por volta das 17.30 horas, sendo que também passam o fim-de-semana e os feriados na nova casa com a companhia de auxiliares de acção directa que receberam formação específiica para apoiar os utentes e para fazer a vigilância nocturna.


Para as actividades mais específicas de auto-cuidado e alimentação saudável, a empresa dst group presenteou com a entrega de uma máquina de lavar roupa e um frigorífico americano, e assim “foi possível ensinar estes jovens adultos a gerir uma casa dentro do programa de treino supervisionado”.
 

Já no que diz respeito às formações educativas, as enfermeiras da Unidade de Cuidados à Comunidade (UCC) Colina, “motivadas com a criação do projecto”, foram responsáveis pela formação dadas, onde adquiriram conhecimentos necessários para uma vida afectiva e sexual mais saudável e segura.


As actividades de auto-cuidados, como higiene e a apresentação pessoal, são realizadas diariamente e já se notam “bons resultados”.


Sensibilizado com o projecto, o director da Companhia de Teatro de Braga, Rui Madeira, mostrou interesse pelo projecto e firmou uma “importante parceria”, com o intuito dos utentes participarem em actividades socioculturais como ir ao teatro e integrarem oficinas culturais.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho