Braga, sexta-feira

Concerto sanjoanino é para repetir

Diversos

21 Junho 2019

Redação

Novidade no programa das Festas de São João de Braga, o concerto sanjoanino, uma parceria entre o Grupo Folclórico da Universidade do Minho e a Orquestra de Cordofones de Braga, vai continuar. Mais sinergias e melhorias são esperadas.

O salão medieval da Reitoria da Universidade do Minho (UMinho), no Largo do Paço, foi pequeno para tantos apreciadores da música tradicional. O concerto sanjoanino, uma das novidades das Festas de São João, levou ao palco, ontem à tarde, o reportório sanjoanino que “está um pouco espalhado por todo o lado”, contou o presidente do Grupo Grupo Folclórico da Universidade do Minho, André Marcos, garantindo que este projecto é “para continuar nas próximas edições com mais sinergias e outras perspectivas”.

 


Este concerto sanjoanino, inserido nas comemorações do 25.º aniversário daquele grupo folclórico, contou ainda com a participação da Orquestra de Cordofones de Braga. “Este concerto é uma novidade, que surgiu da parceira que começamos este ano. A ideia é que seja uma parceria mais efectiva em edições futuras”, assumiu aquele responsável.

 


Ontem, em palco, todos os apaixonados pelas tradições sanjoaninas tiveram oportunidade de ouvir o grupo folclórico a cantar à capela, “mostrando que a romaria já era preparada no campo, antecipando a chegada da festa”. Seguiu-se a orquestra a tocar o repertório com cavaquinho e viola braguesa. “Este trabalho prova que o São João é uma festa inclusiva, onde todos fazemos parte, divulgando as tradições”, defendeu.

 


A ideia numa próxima edição é juntar em palco o grupo folclórico e a orquestra. “Queremos que estas sinergias se mantenham, surgindo, entretanto, outras perspectivas, situações novas e melhorias para que este concerto sanjoanino passe a ser um evento dos festejos do São João de Braga”, desafiou.

 

Quem também não faltou ao concerto foi o presidente da Associação de Festas de São João. Firmino Marques admitiu que este evento “é um reforço qualitativo de quantitativo das actividades que a associação oferece à comunidade”, destacando esta “mais-valia num programa já de si vasto e que se recomenda”.