Concorrência 'chumba' compra da Nowo pela Vodafone por entraves à concorrência

Economia

04 Julho 2024

Lusa

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou hoje o 'chumbo' da compra da Nowo pela Vodafone Portugal por considerar que esta concentração apresenta "entraves significativos à concorrência" e prejudica os consumidores.

A AdC "adotou uma decisão de proibição à aquisição pela Vodafone Portugal, S.A. (Vodafone) do controlo exclusivo sobre a Cabonitel, S.A., incluindo, em particular, sobre a Nowo Communications, S.A. (Nowo)", lê-se na deliberação da entidade reguladora.
 

A Concorrência "decidiu não autorizar a transação por considerar que a operação de concentração é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva nos mercados relevantes identificados, prejudicando os consumidores".
 

Em setembro de 2022, a Vodafone tinha celebrado um acordo para comprar o quarto operador em Portugal, a Nowo, à Llorca JVCO Limited, dona da Masmovil Ibercom.

Deixa o teu comentário