Braga, segunda-feira

Conspiração da Arte inaugura ano de luxo na programação da zet gallery

Regional

19 Janeiro 2020

Redação

Mostra que reúne trabalhos de nove formandos da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto dá início a um ano de grandes revelações, onde se destaca o lançamento de um prémio de arte já no próximo mês de Fevereiro.

Nove artistas formados pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP) dão corpo à primeira exposição de 2020 da Zet Gallery. ‘A Conspiração da Arte’, a primeira exposição em parceria com a universidade portuense, inaugura uma programação que promete ser “de luxo” para este ano, quer a nível regional, quer a nível nacional e até internacional.

“Vamos lançar em Fevereiro um prémio de arte. No quadro da galeria, além das exposições dos formandos das facudades de Belas Artes do Porto e Lisboa, vamos acolher uma exposição para celebrar os 25 anos do Grande Prémio de Literatura da DST e ainda três nomes incontornáveis das artes plásticas: Francisco Vidal, Miguel Palma e João Louro”, revela Helena Mendes Pereira, curadora da zet gallery.

José Teixeira, CEO da DST, diz que o objectivo para o ano que agora inicia é “bater a nossa própria marca”. O responsável afirma que o estatuto que a zet gallery está a ganhar permite-lhe desenhar para 2020 aquilo que considera ser um programa “surpreendente”, a começar desde logo pela exposição inaugurada ontem que apresenta ao público nove novos artistas: “a função da galeria é ser um elevador para os artistas que estão a terminar os seus cursos, mas sem deixar de os colocar em comparação com grandes autores como é o caso de Miguel Palma que aqui fará uma exposição este ano”.

José Teixeira revela que o trabalho que o artista plástico com raízes angolanas Francisco Vidal, presente nas melhores colecções internacionais e que vai expor pela primeira vez na região, permitirá dar “sinais de internacionalização” da plataforma da zet gallery que tem regis- tados perto de 450 artistas.

O CEO da DST adianta que a zet galley vai participar de forma activa na comemoração dos 25 anos do Grande Prémio da Literatura DST através do lançamento de um prémio “que promete dar consistência à ideia da cultura na competitividade”.

Para já, e para ver até de Março, com entrada livre, pode ver de perto os trabalhos de Bárbara Rosário,?Daniela Pinheiro, Grécia Paola, Iva Postiga, Maria Cunha, Maria Regina Ramos, Natacha Martins, Rafael Oliveira e Raquel Oliveira, os artistas que, a partir do livro do filósofo francês Jean Baudrillhar - ‘A conspiração da Arte’ - protagonizam uma mostra que questiona os limites da mímesis.

A selecção de trabalhos esteve a cargo de Domingos Loureiro, professor auxiliar da FBAUP, e Helena Mendes Pereira, curadora da zet gallery.

“Queremos conspirar aquilo que poderá ser o futuro da arte contemporânea”, diz a curadora Helena Mendes Pereira.

Deixa o teu comentário