Braga, sexta-feira

Conversas em torno dos livros numa programação recheada

Regional

13 Julho 2021

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Feira do Livro de Braga decorre até ao dia 25 de Julho e apresenta uma programação diversificada, a convidar a uma visita. Hoje há oficinas online, mesa sobre literatura infantil e apresentação de livro Transartes, arte expandida e novas linguagens.

A semana arrancou da melhor forma na Feira do Livro de Braga 2021, com uma programação recheada e a convidar a uma visita. Entre conversas em torno dos livros, apresentações e palestras, são vários os motivos que têm atraído os visitantes ao Altice Forum Braga, local onde decorre esta 30.ª edição do certame, que voltou este ano ao formato presencial e reúne mais de 160 autores e criadores e 21 livreiros, alfarrabistas e editoras.

A semana arrancou com uma palestra sobre os “500 anos de excelentes livros sobre a arte da cozinha portuguesa”, por José Viale Moutinho, seguindo-se a apresentação da revista “Para não Dizer Que Não Falei dos Equinócios”, que detém a honorável menção do Prémio Literário Glória de Sant’Anna 2021, por Mário João Quintela .

Houve ainda espaço para uma conversa com António Ferreira, em torno do livro ‘Autobiografia não autorizada’, de Dulce Maria Cardozo e a apresentação do livro ‘Movendo os marcos do patriarcado. O pensamento feminista de Emilia Pardo Bazán’, de Marilar Aleixandre e María López Sández, que representa algumas das ideologias por detrás da discriminação e da violência contra as mulheres.

O dia terminou com o lançamento da Revista ‘PULSAR – uma revista artística’, que vai desde a poesia à colagem, da ilustração ao ensaio, do conto à pintura e da fotografia à performance.

Com o ‘Lado B’ da cultura bracarense a servir de mote para a edição 2021, a entrada na Feira do Livro é gratuita e há vários destaques na programação nos próximos dias: hoje, pelas 15 horas, decorre uma mesa intitulada ‘Trajectórias e imaginação: o processo criativo na literatura infantil e juvenil’, com os autores convidados Graça Vilela, José Barroco, Sílvia Mota Lopes e Soni Esteves e moderação de Raquel Ramos (autora e coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares de Viana do Castelo e Esposende).

Deixa o teu comentário