Braga, sexta-feira

Covid-19: Alemanha consolida decréscimo com 110 novas mortes e 1.775 novos casos

Internacional

20 Abril 2020

Redação

A Alemanha registou nas últimas 24 horas 110 mortes associadas à covid-19, 1.775 novos casos de infeção e 3.500 curas, números oficiais que consolidam a estabilização do surto no país.

A Alemanha registou nas últimas 24 horas 110 mortes associadas à covid-19, 1.775 novos casos de infeção e 3.500 curas, números oficiais que consolidam a estabilização do surto no país.

Segundo o Instituto Robert Koch, registavam-se hoje de manhã um total de 141.672 casos de infeção pelo novo coronavírus (mais 1.775 que no domingo), 4.404 mortes (mais 110) e 91.500 casos considerados curados, mais 3.500 que no domingo.

Na sexta-feira, o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, considerou que a pandemia está sob controlo no país, dado que, desde 12 de abril, o registo diário de pessoas curadas é consistentemente superior ao de novas infeções.

Também na sexta-feira, segundo o mesmo instituto, a taxa de infeção - o número de pessoas que cada pessoa infetada contagia – tinha descido abaixo de um pela primeira vez.

A Alemanha levantou hoje as restrições a algumas atividades, permitindo a reabertura de algumas lojas e de bibliotecas, arquivos e museus, mas mantém fechados restaurantes, bares e ‘pubs’ e proibidas as celebrações religiosas e eventos públicos.

Com cerca de 83 milhões de habitantes, a Alemanha é o quinto país europeu mais afetado pela pandemia, depois de Itália (23.660 mortos, em mais de 178 mil casos), Espanha (20.852 mortos, 200.210 casos), França (19.718 mortos, mais de 152 mil casos) e Reino Unido (16.060 mortos, mais de 120 mil casos).

A Europa é a região do mundo com mais casos (1,1 milhões) e mais mortes (mais de 100 mil).

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 164 mil mortos e infetou mais de 2,3 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 525 mil doentes foram considerados curados.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho