Braga, quinta-feira

Covid-19: Autoridades de saúde impedem público convidado de ver jogos do Vitória

Desporto

18 Setembro 2020

Lusa

As autoridades de saúde emitiram um "parecer desfavorável" à presença de sócios convidados em cada jogo caseiro do Vitória de Guimarães para a I Liga de futebol, informou hoje a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte).

O clube vimaranense anunciou, na quarta-feira, que ia sortear 40 sócios para assistirem aos jogos na tribuna presidencial do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, a partir da terceira jornada, frente ao Paços de Ferreira, em 02 de outubro, após rejeitada a iniciativa para o jogo de hoje com o Belenenses SAD, mas a ARS Norte emitiu hoje um comunicado sobre a situação, limitando-se a dizer que "não é permitida a presença de público" nos estádios.
 

"Torna-se necessário clarificar que, em concordância com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, de 11 de setembro de 2020, e as orientações técnicas da Direção-Geral da Saúde (DGS), as Autoridades de Saúde de nível nacional, regional e local comunicaram o seu parecer desfavorável, não permitindo a presença de público", lê-se no comunicado.
 

Essa resolução indica, no artigo 22.º, que "a prática de atividade física e desportiva, em contexto de treino e em contexto competitivo, incluindo a I Liga de futebol profissional, pode ser realizada sem público, desde que no cumprimento das orientações definidas pela DGS".
 

O clube minhoto adiantou, na quarta-feira, que a ARS Norte rejeitou a iniciativa para o duelo com o Belenenses SAD, da primeira jornada da I Liga, "face ao atual cenário epidemiológico na cidade de Guimarães".
 

A presidente da Direção-Geral da Saúde (DGS), Graça Freitas, adiantou, na segunda-feira, que Guimarães é um dos concelhos com "maior incidência" de novos casos de covid-19 por 100 mil habitantes, juntando-se ao concelho de Vila Nova de Gaia e à região de Lisboa e Vale do Tejo como uma das "zonas mais críticas" do país.
 

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
 

Em Portugal, morreram 1.894 pessoas dos 67.176 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho