Braga, segunda-feira

Covid-19: Barril de petróleo Brent afundou-se 26% até 33,36 dólares

Economia

09 Março 2020

Lusa

O preço do barril de petróleo Brent, de referência na Europa, afundou-se hoje até 33,36 dólares no início do dia, menos 26,31%, a maior queda num dia desde a primeira Guerra do Golfo em 1991.

Umas horas depois, o petróleo do mar do Norte para entrega em maio recuperava ligeiramente no International Exchange Futures de Londres ao cotar-se a 34,80 dólares, menos 23,1% face ao encerramento de sexta-feira, quanto terminou a 45,29 dólares.
 

Nas últimas semanas, o "ouro negro" tinha vindo a cair devido à epidemia do Covid-19, que impactou os mercados de valores em todo o mundo e as ações das companhias aéreas caíram devido ao impacto que o surto terá nas respetivas operações.
 

Mas a queda de hoje do petróleo ocorreu depois da aliança entre a OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo), a Rússia e outros nove produtores ter fracassado na passada sexta-feira em Viena, pela primeira vez desde que se tinha constituído em 2016, ao não chegar a um acordo sobre um novo corte da oferta conjunta de petróleo.
 

Um dia antes, a OPEP tinha acordado por unanimidade a iniciativa da Arábia Saudita de retirar do mercado 1,5 milhões de barris por dia para travar a queda da procura provocada pelo novo coronavírus.
 

Os analistas estimam que a guerra de preços possa levar ao afundamento do "ouro negro", para cerca de 20 dólares por barril, a menos que os sauditas e os russos voltem a negociar.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho