Braga, quarta-feira

Covid-19: Braga regressa segunda-feira aos treinos e testa jogadores e staff

Desporto

23 Abril 2020

Redação

O Sporting Clube de Braga vai regressar aos treinos no relvado na segunda-feira, individualizados nesta fase, após interrupção de quase um mês e meio devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje o terceiro classificado da I Liga de futebol.

O Sporting Clube de Braga vai regressar aos treinos no relvado na segunda-feira, individualizados nesta fase, após interrupção de quase um mês e meio devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje o terceiro classificado da I Liga de futebol.

Antes do regresso aos treinos individualizados, após um período de férias em confinamento social desde 06 de abril, o clube vai proceder, já na sexta-feira, ao rastreio de todos os atletas e funcionários a envolver na logística de treino, de forma a validar a sua reintegração na retoma da atividade.

O resultado dos dois tipos de testes a efetuar (com zaragatoa para testar infeção ativa e serológico para testar imunidade), a realizar por laboratório externo e certificado para o efeito, é "condição essencial para o regresso ao trabalho de cada jogador e de cada membro do staff", frisa o clube, em nota publicada no sítio oficial na Internet.

O Sporting Clube de Braga informa ainda que "todos os jogadores preencherão questionários regulares para avaliar sinais de infeção relativos aos próprios e aos elementos próximos ou coabitantes e serão sujeitos, diariamente, a medição da temperatura corporal à entrada na cidade desportiva".

A cidade desportiva do Sporting de Braga dispõe de dez balneários, mas nesta primeira fase os treinos de campo serão individualizados, estando definidos dois horários (09:30 e 11:15), e serão utilizados sete campos, dois deles para treino específico de guarda-redes e para trabalho muscular, sempre que necessário.

"A distância mínima de 10 metros entre jogadores/treinadores será sempre verificada, sendo que cada atleta terá a sua própria bola e o seu próprio material de treino. Para reposição hídrica, serão colocadas garrafas individuais em cada canto dos campos de treino", detalha.

A transição para "a fase de treinos de grupo com contacto" acontecerá após "deliberações legislativas e as indicações das autoridades sanitárias".

Todo o edifício da cidade desportiva será higienizado previamente, bem como os circuitos externos e as instalações de treino, e serão respeitadas as normas de distanciamento social e o uso de material de proteção individual, impedindo-se a utilização de elevadores e mantidos abertos todos os circuitos de passagem para evitar contacto com puxadores e interruptores, assim como colocados pontos de gel desinfetante em vários locais estratégicos.

O protocolo de retoma do Sporting Clube de Braga abrange jogadores, treinadores e staff necessário para as atividades da equipa, garantindo-lhes "totais condições de higiene e segurança em toda a cidade desportiva, que passa a ser a estrutura de trabalho da equipa principal e que no futuro próximo funcionará de forma exclusiva e dedicada para esta formação".

O Sporting Clube de Braga vai manter o serviço de entrega de refeições no domicílio durante este período e continuará a prestar todo o auxílio logístico aos jogadores e respetivas famílias.

O clube liderado por António Salvador refere ainda que a equipa principal de futebol é a única estrutura do Sporting de Braga a regressar ao trabalho nesta fase, recorrendo apenas a um grupo de funcionários muito restrito para a logística dos treinos.

"O cumprimento do protocolo de retoma elimina o potencial de contágio nas instalações do clube, mas para a eficácia do mesmo é fundamental que fora do período de treino os atletas e os membros do staff cumpram o isolamento social", alerta.

Portugal regista 785 mortos associados à covid-19 em 21.982 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o decreto presidencial que prolongou a medida até 02 de maio prevê a possibilidade de uma "abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais".

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 181 mil mortos e infetou mais de 2,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 593.500 doentes foram considerados curados.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho