Braga,

Covid-19: Epidemia provoca mais de 3.300 mortos entre cerca de 97 mil infetados

Internacional

05 Março 2020

Lusa

O número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus aumentou para 97.510, das quais 3.346 morreram, em 85 países e territórios, segundo um balanço divulgado pela agência noticiosa France Presse (AFP), com dados atualizados às 17:00 de hoje.

Em relação à contagem realizada na quarta-feira à mesma hora, houve 2.699 novos casos e 101 mortes, de acordo com dados reunidos pela AFP junto de autoridades nacionais em todo o mundo e da Organização Mundial da Saúde.
 

A China (sem as regiões administrativas de Macau e Hong Kong), e o país onde a epidemia foi declarada no final de dezembro, somava 80.409 casos e 3.012 mortes pelo novo coronavírus que provoca a doença denominada Covid-19.
 

Nas 24 horas anteriores à atualização do balanço, a China acumulou 139 infeções e 31 mortes.
 

O resto do mundo contava, às 17:00 de hoje, 17.101 infeções, das quais 2.560 registadas nas 24 horas anteriores, e 334 mortes (70 novas).
 

A seguir à China, os países mais atingidos pela epidemia eram a Coreia do Sul (6.088 casos, dos quais 467 são novos, e 35 mortes), Itália (3.858 casos, dos quais 769 são novos, e 148 mortes) e Irão (3.513 novos casos, dos quais 591 são novos, e 107 mortes).
 

Portugal registava nove infeções até hoje, segundos os dados da Direção-Geral da Saúde.
 

Desde as 17:00 de quarta-feira, China, Itália, Irão, Coreia do Sul Estados Unidos, França, Espanha, Iraque e Austrália registaram novas mortes. O Reino Unido anunciou o primeiro caso fatal. A Hungria e a África do Sul tiveram as primeiras infeções.
 

A Ásia acumulava 87.961 casos e 3.064 mortes até às 17:00 de hoje, a Europa 5.533 casos (159 mortes), o Médio Oriente 3.741 casos (110 mortes), os Estados Unidos e o Canadá 162 casos (11 mortes), a Oceânia 58 casos (duas mortes), a África 29 casos e a América Latina e Caraíbas 26 casos.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho