Braga, quarta-feira

Covid-19: Espanha tem segundo dia consecutivo com menos de 200 mortes

Internacional

04 Maio 2020

Redação

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 164 mortes devido à pandemia de covid-19, o mesmo número de domingo, que foi o mais baixo das últimas sete semanas, havendo até agora um total de 25.428 óbitos.

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 164 mortes devido à pandemia de covid-19, o mesmo número de domingo, que foi o mais baixo das últimas sete semanas, havendo até agora um total de 25.428 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 356 novos casos positivos, também uma diminuição assinalável em relação aos últimos dias, elevando para 218.011 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os números diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, há 2.441 pessoas curadas, sendo o total de 121.343 desde o início da pandemia.

Confirma-se a tendência geral nos últimos dias para a diminuição do número de casos positivos e de mortes associados à covid-19, com o número diário de curados a ser quase sete vezes maior do que o dos novos infetados, o que significa um alívio de todo o sistema de internamento hospitalar.

A Espanha inicia hoje a primeira fase de alívio das medidas em vigor de luta contra a covid-19, com a abertura parcial do pequeno comércio, como barbearias, cabeleireiros e restaurantes que passam a vender comida para levar.

Depois de um confinamento que começou em meados de março, o desmantelamento das medidas impostas vai ser realizado por etapas até ao final de junho, para evitar uma nova onda de contaminação.

Apesar da melhoria da situação, o Governo espanhol vai propor ao parlamento o prolongamento por mais duas semanas do estado de emergência em vigor desde 15 de março e que foi sucessivamente dilatado até 09 de maio.

O executivo espanhol deverá, desta vez, ter mais dificuldade em aprovar este novo prolongamento, mas mesmo assim pediu aos partidos que assumissem a sua responsabilidade na luta contra a pandemia.

O líder da maior força política da oposição, Pablo Casado, do Partido Popular (direita), afirmou hoje que manter o estado de emergência a partir de 10 de março é algo que "não faz sentido" e o seu partido não pode "apoiar" essa extensão nos termos em que é proposta atualmente, embora ainda não tenha definido o que vai votar na sessão plenária do parlamento desta quarta-feira.

Espanha é o segundo país com mais mortos com a pandemia por cada milhão de habitantes (540 óbitos), depois da Bélgica (684) e antes da Itália (478), Reino Unido (419) e França (381), numa lista em que os Estados Unidos têm 207 e Portugal 102.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 245 mil mortos e infetou mais de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Face a uma diminuição de novos doentes em cuidados intensivos e de contágios, alguns países começaram a desenvolver planos de redução do confinamento e em alguns casos a aliviar diversas medidas.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho