Braga, segunda-feira

Covid-19: Medidas para o Natal conhecidas sábado e passagem de ano com todas as restrições Costa

Nacional

01 Dezembro 2020

Redação

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal com as melhores condições possíveis, mas avisou desde já que a passagem do ano vai ter todas as restrições.

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”.

“O Governo propôs ao Presidente da República, e o senhor Presidente da República aceitou que desta vez, quando anunciarmos a renovação do estado de emergência, possamos anunciar não só as medidas para a próxima quinzena como as medidas para a quinzena seguinte, ou seja, até 6, 7 de janeiro”, revelou hoje António Costa, em entrevista à rádio Observador.

Assim, de acordo com o primeiro-ministro, “é fundamental que as pessoas possam ter uma noção antecipada do que vai ser o Natal”, sendo esta semana decisiva para a decisão sobre essas medidas, que irá anunciar no próximo sábado.

“Vamos todos fazer o esforço para podermos ter o Natal com as melhores condições possíveis, mas logo a seguir, há uma coisa que posso antecipar desde já, é que a passagem do ano vai ter todas as restrições porque aí não pode haver qualquer tipo de tolerância”, avisou.

Costa deixou claro que este "não vai poder ser um Natal normal", estando o Governo a trabalhar com os especialistas para que estes ajudem "as famílias a poder compreender bem a lógica de transmissão dos vírus e o que é necessário evitar o mais possível".

"Quanto mais o Natal for à mesa, mais perigoso é porque à mesa nós estamos sem máscara. Quanto mais pessoas estiverem à mesa mais perigoso é porque maior é o risco de contaminação", exemplificou.

Assim, a lógica do chefe do executivo é "o máximo de pedagogia e o mínimo de regras".

"O nosso objetivo coletivo devia ser que nos dias 24 e 25 as pessoas pudessem deslocar-se e se pudessem encontrar em segurança, evitando ao máximo os riscos de contágio", disse, reiterando o esforço "para encontrar uma solução" para o Natal.

No entanto, e apesar de ir anunciar já no sábado as medidas para o Natal, Costa deixou um aviso: "tudo depende de como a pandemia evolui até lá".

Deixa o teu comentário