Braga, sábado

Covid-19: Membros da OMS aprovam por unanimidade avaliação à atuação da organização

Internacional

19 Maio 2020

Redação

A Assembleia Mundial da Saúde aprovou hoje por unanimidade a resolução que supõe uma avaliação à resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia da covid-19

A Assembleia Mundial da Saúde aprovou hoje por unanimidade a resolução que supõe uma avaliação à resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia da covid-19.

Os 194 países-membros da OMS reunidos por teleconferência concordaram em que se lance uma avaliação “imparcial, independente e completa” ao papel da organização, como se tinha comprometido na segunda-feira o seu diretor-geral, Tedros Ghebreyesus.

“Para ser verdadeiramente completa, essa avaliação deve incluir a resposta de todos os atores, de boa fé. Iniciarei uma avaliação independente, o mais brevemente possível, para analisar a experiência que se ganhou, as lições aprendidas e para fazer recomendações para melhorar a preparação e a resposta nacional e global à pandemia”, declarou na abertura da 73.ª Assembleia Mundial da Saúde.

No texto preliminar da resolução aprovada defende-se que se “inicie, no momento apropriado mais breve, e em consulta com os estados-membros, um processo faseado de avaliação imparcial, independente e completa que inclua os mecanismos existentes para rever a experiência ganha e as lições aprendidas da resposta internacional de saúde coordenada pela OMS”.

Os parâmetros a avaliar incluem “as ações da OMS e os tempos de ação em relação à pandemia da covid-19” e “a eficácia dos mecanismos ao dispor da OMS e o funcionamento dos Regulamentos Internacionais de Saúde”.

Defende-se ainda que dessa avaliação saiam “recomendações para melhorar a preparação global para as pandemias e capacidade de resposta, tal como o fortalecimento do Programa de Emergências Sanitárias da OMS”.

Aos estados-membros, pede-se que forneçam à OMS “informação de saúde pública atempada, precisa e suficientemente pormenorizada no que diz respeito à pandemia da covid-19, como se exige nos Regulamentos Internacionais de Saúde”:

É também pedido aos países “financiamento sustentável à OMS para garantir que consegue responder capazmente às necessidades globais de saúde pública”.

No texto da resolução, aponta-se ainda a necessidade de “identificar a fonte zoonótica [animal] do vírus e a via de introdução na população humana, incluindo o possível papel de anfitriões intermédios”, em colaboração com a Organização Mundial de Saúde Animal e a agência das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, através de “missões científicas conjuntas no terreno”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho