Braga, terça-feira

Covid-19: PSP adverte que futebol não é exceção às regras de saúde pública

Desporto

09 Julho 2020

Redação

A Polícia de Segurança Pública (PSP) advertiu hoje que o futebol não é exceção às regras de saúde pública, reiterando a proibição de ajuntamentos, no dia em que o FC Porto se pode sagrar campeão nacional.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) advertiu hoje que o futebol não é exceção às regras de saúde pública, reiterando a proibição de ajuntamentos, no dia em que o FC Porto se pode sagrar campeão nacional.

Os ‘dragões’ visitam hoje o Tondela, a partir das 19:15, em jogo da 31.ª jornada da I Liga, e podem assegurar o seu 29.º título se o Benfica, segundo a seis pontos, perder no terreno do Famalicão, em jogo marcado para as 21:30.

No comunicado emitido hoje, a PSP “apela a todos os cidadãos que, não obstante a preferência clubística, cumpram de forma muito rigorosa as indicações das autoridades de saúde e o quadro legal em vigor”.

“Atendendo à crise pandémica que ainda se vive em Portugal, os ajuntamentos não são permitidos por constituírem um potencial foco de contágio de muito elevado risco. Os adeptos que, pretendendo comemorar na via pública, não deverão frequentar locais onde não seja possível manter de forma permanente o distanciamento social”, salientou esta força de segurança.

Na generalidade de Portugal continental, os ajuntamentos estão limitados a 20 pessoas e está proibido o consumo de álcool na via pública, além das regras sobre distanciamento físico e uso de máscara.

A PSP assegura a presença “junto da população nos locais públicos e procurará contribuir, em colaboração com as demais entidades com competência nesta área, para a constante observação das recomendações das autoridades de saúde por parte de todos os cidadãos”.

“Apelamos a todos para que não considerem o contexto desportivo e, em particular, do futebol uma exceção às regras de saúde pública, pelo impacto que poderá ter na vida de cada um e, consequentemente, de familiares e amigos”, rematou a PSP.

Na quarta-feira, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, já tinha pedido que se evitem ajuntamentos e sejam cumpridas as normas de distanciamento nos eventuais festejos, recordando que, em alguns países, “houve surtos que começaram em festejos, nos quais não foi respeitado o distanciamento social nem a regra de utilização de máscaras”.

“As circunstâncias de comemoração do campeonato ou de outra efeméride são as mesmas. As recomendações que fazemos são as recomendações internacionais: que as pessoas evitem ajuntamentos e tenham sempre atenção ao uso de máscara”, disse Graça Freitas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 549 mil mortos, 1.631 dos quais em Portugal, onde 44.859 pessoas foram confirmadas como infetadas.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho