Braga, sexta-feira

Covid-19: Quase metade dos testes de despiste em Portugal feita em maio

Nacional

28 Maio 2020

Redação

Quase metade dos testes de despiste de covid-19 em Portugal foi feita em maio, o mês em que mais se testou no país desde o início da pandemia, revelou hoje o secretário de Estado da Saúde.

Quase metade dos testes de despiste de covid-19 em Portugal foi feita em maio, o mês em que mais se testou no país desde o início da pandemia, revelou hoje o secretário de Estado da Saúde.

"Mais de 45% dos testes de despiste de covid-19 em Portugal foram feitos em maio. Trata-se já do mês em que foram feitos mais testes desde o início da pandemia" no país, afirmou António Lacerda Sales.

Na conferência de imprensa diária para atualização de informação sobre a pandemia em Portugal, António Lacerda Sales precisou que já foram feitos este mês "mais de 363.000 testes" e "ainda falta contabilizar completamente os dados" de quarta-feira.

O secretário de Estado disse que "continua a crescer a rede de laboratórios que processam amostras" para testes, a qual atualmente é composta por 89 laboratórios, sendo 38 do Serviço Nacional de Saúde, 26 privados e 25 do Exército e da academia.

Na conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, disse que saiu na quarta-feira uma nova orientação sobre testes da responsabilidade do Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e da Direção-geral da Saúde (DGS).

Trata-se de "uma circular tripartida de três instituições" e "visa sobretudo clarificar muito bem, à data sempre", os tipos de testes que existem no mercado, nomeadamente o que se pode esperar de, para que serve e em que circunstâncias deve ser utilizado cada teste, explicou Graça Freitas.

Segundo a diretora-geral da Saúde, a orientação que saiu na quarta-feira sobre o tipo, as características e os destinos dos testes existentes, "será depois aliada uma nova orientação da DGS já com um plano de testagem não a pensar agora [no presente], mas a pensar no futuro e em como é que vão ser as próximas fases".

Portugal contabiliza 1.369 mortos associados à covid-19 em 31.596 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 13 mortos (+1%) e mais 304 casos de infeção (+1%).

O número de pessoas hospitalizadas subiu de 510 para 512, das quais 65 se encontram em unidades de cuidados intensivos (menos uma).

O número de doentes recuperados é de 18.637.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho