Braga, quinta-feira

Covid-19: Sobe para 93 número total de infetados em lar da Misericórdia de Ponte de Lima

Regional

15 Novembro 2020

Lusa

Mais sete utentes e 11 funcionários do Centro Comunitário de Arcozelo, em Ponte de Lima, viram hoje confirmada a infeção por SARS-CoV-2, elevando para 93 o total de casos de covid-19 naquela instituição, disse o provedor da Misericórdia.

Contactado pela agência Lusa, Alípio de Matos referiu que os casos hoje confirmados resultam dos testes realizados na sexta-feira, naquela Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI).
 

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo, adiantou dos 32 utentes infetados, há mais sete com a doença causada pelo novo coronavírus.
 

"A maioria dos utentes apresenta sintomas ligeiros do ponto de vista respiratório e gastrointestinal", afirmou Alípio de Matos, referindo que "dois utentes estão internados no hospital e quatro estão negativos".
 

Dos 38 trabalhadores, com os resultados hoje conhecidos 17 estão infetados.
 

Na semana passada, a instituição registou a primeira morte de uma utente de 92 anos, infetada por SARS-CoV-2.
 

Questionado sobre a outra ERPI da Misericórdia, o lar Cónego Correia, disse que a situação está "estabilizada". No total há 24 utentes e oito funcionários infetados com o novo coronavírus.
 

Na sexta-feira, Alípio de Matos disse à Lusa que de "um universo de 91 idosos, foram efetuados testes a 90 idosos, tendo em conta que um utente está hospitalizado, pelo agravamento da sua situação clínica, sem qualquer relação com o vírus SARS-CoV-2".
 

Já dos 57 funcionários da instituição testados, oito estão infetados.
 

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.313.471 mortos resultantes de mais de 54 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
 

Em Portugal, morreram 3.381 pessoas dos 217.301 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho