Braga, sábado

Covid-19: Testados 173 funcionários das sete IPSS de Monção

Regional

02 Maio 2020

Redação

Os 173 funcionários das sete Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) de Monção começaram hoje de manhã a ser submetidos a testes de despistagem à covid-19.

Os 173 funcionários das sete Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) de Monção começaram hoje de manhã a ser submetidos a testes de despistagem à covid-19.

O rastreio dos profissionais de saúde decorre ao abrigo de uma parceria entre a Unidade de Microbiologia Aplicada (UMA) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), disse o autarca social-democrata António Barbosa.

O presidente da câmara destacou ainda que "além dos testes aos profissionais das IPSS, são também hoje rastreados cerca de 56 idosos da Santa Casa da Misericórdia, sendo que a Câmara garantirá os testes de 28 utentes negativos que foram retirados do lar e instalados numa unidade hoteleira do concelho".

"Estes idosos testaram negativo a 08 de abril e estão alojados num hotel, numa iniciativa suportada pela autarquia. Hoje repetem o rastreio para confirmar o resultado", explicou o autarca de Monção, no distrito de Viana do Castelo.

António Barbosa adiantou que, no domingo, às 10:00, um dos dois edifícios do lar da Santa Casa vai ser desinfetado para que, a partir da próxima semana, os idosos que permanecerem sem a doença possam começar a ser transferidos para a instituição.

Na sexta-feira, a Câmara de Monção indicava a existência de 102 casos positivos no concelho, 71 dos quais relativos à Santa Casa da Misericórdia de Monção, oito mortes, seis das quais utentes da instituição.

Contactado pela Lusa, o vice-presidente da Misericórdia, instituição que naquele concelho foi a mais afetada pela pandemia de covid-19, disse que "os testes começam a ser realizados a partir das 14:00, a 40 funcionários e 56 idosos".

Armindo da Ponte explicou que "dos 56 idosos, 28 são negativos e estão alojados num hotel, numa ação custeada pela autarquia, e outros 28 são casos positivos instalados na Estrutura Residencial para Idosos (ERPI), que não demonstraram quaisquer sintomas nos últimos de vinte e um dias e são rastreados através do Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

Segundo Armindo da Ponte, na sexta-feira foi retirado todo o material de um dos dois edifícios da instituição para que, no domingo, seja realizada a desinfeção.

A Unidade de Microbiologia Aplicada (UMA) do IPVC começou, na última semana, a realizar o procedimento de despistagem ao SARS Cov 2, depois de ter obtido a certificação pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), funcionando, em articulação com a ULSAM, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte e a Proteção Civil Distrital.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, e serve uma população residente superior a 244 mil pessoas, contando com 2.500 profissionais, entre os quais 501 médicos e 892 enfermeiros.

Portugal contabiliza 1.007 mortos associados à covid-19 em 25.351 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado na sexta-feira.

Portugal vai terminar no sábado, 02 de maio, o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo anunciou a passagem para situação de calamidade a partir das 00:00 de domingo.

Devido ao fim de semana prolongado por causa do feriado do dia do Trabalhador, o Governo proibiu as deslocações entre concelhos de 01 a 03 de maio.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho