Criadores portugueses de moda abrem loja temporária em Guimarães até 19 de dezembro

Economia

25 Novembro 2020

Lusa

Vários criadores da moda portuguesa vão abrir uma loja temporária na cidade de Guimarães (Braga), entre os dias 27 de novembro e 19 de dezembro, para assinalar a primeira iniciativa do manifesto Uma Voz, pelo estatuto profissional.

“Pela primeira vez, por vontade dos ‘designers’, é promovida uma ação que reforça a narrativa colaborativa do setor [da moda], mostrando que a união faz a força. Uma iniciativa de apoio à produção nacional e economia local, celebrando a moda de Autor e a qualidade do ‘design português, um ADN que é o Nosso”, revela Katty Xiomara, ‘designer’ portuguesa e porta voz do manifesto “Uma Voz”.
 

Vinte e cinco ‘designers’ da moda portuguesa enviaram recentemente um manifesto, designado por “Uma Voz”, ao Presidente da República e ao primeiro-ministro a pedir estatuto profissional e a vontade de criar uma Ordem dos Designers.
 

A loja temporária vai estar aberta entre os dias 27 de novembro e 19 de dezembro, no centro histórico de Guimarães, no distrito de Braga, e servirá para assinalar a primeira iniciativa do "Uma Voz".
 

O espaço vai estar instalado na loja do Pé de Chumbo, no número 85 da Rua Dona Maria II, disse à Lusa Katty Xiomara.
 

A loja vai estar aberta ao público de segunda a sexta-feira, entre as 13:00 e as 20:00 e, aos sábados e feriados, das 09:30 às 12:30, entre os dias 27 de novembro e 19 de dezembro.
 

O manifesto de moda de autor, designado por “Uma Voz” é assinado por 25 ‘designers’ de várias gerações e de várias localidades de Portugal, e foi enviado ao Presidente da República, primeiro-ministro, ministro dos Negócios Estrangeiros, secretário de Estado da Internacionalização, ministra da Cultura, secretária de Estado do Turismo, ministro da Economia e várias associações do setor da moda, têxtil e calçado, como o Portugal Fashion, Moda Lisboa, Associação Portuguesa de Indústria de Calçado Componentes Artigos Pele e Sucedâneos (APPICAPS) e a Associação Têxtil e Vestuário De Portugal (ATP).
 

O reconhecimento da classe profissional dos 'designers' enquanto "agentes ativos do desenvolvimento e representação da identidade nacional com reflexo direto nas áreas do turismo, cultura e indústria têxtil, dentro e fora das nossas fronteiras”, é a primeiro objetivo do manifesto “Uma Voz”, avançou Katty Xiomara.
 

Alexandra Moura, Duarte, Anabela Baldaque, Carla Pontes, Carlos Gil, Daniela Barros, David Catalán, Dino Alves, Diogo Miranda, Fátima Lopes, Filipe Faísca, Hugo Costa, João Melo Costa, Estelita Mendonça, Storytailors, Júlio Torcato, Katty Xiomara, Luís Carvalho, Luís Buchinho, Hibu Studio, Miguel Vieira, Pé de Chumbo, Ricardo Andrez, Sara*Maia, Susana Bettencourt são os 25 criadores de moda de autor, em Portugal, que assinaram o manifesto.

Deixa o teu comentário