Braga, segunda-feira

Desportivo de Chaves vence em Mafra e ultrapassa saloios na classificação da II Liga

Desporto

03 Janeiro 2021

Redação

O Desportivo de Chaves venceu hoje, por 2-1, na deslocação ao terreno do Mafra, em jogo da 14.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, consumando a ultrapassagem à equipa de Filipe Cândido na tabela classificativa.

O Desportivo de Chaves venceu hoje, por 2-1, na deslocação ao terreno do Mafra, em jogo da 14.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, consumando a ultrapassagem à equipa de Filipe Cândido na tabela classificativa.

O Desportivo de Chaves adiantou-se no marcador num autogolo de João Miguel (18), mas o Mafra respondeu numa grande penalidade convertida por Camará (32). A iniciar o segundo tempo, João Teixeira (51) fez o resultado final.

Com este triunfo em Mafra, o Desportivo de Chaves soma 24 pontos e ultrapassa o Mafra na classificação. Os transmontanos alcançam o quinto lugar, ao passo que os mafrenses, que averbaram a quarta derrota consecutiva na II Liga, mantêm os 22 pontos com que entraram para esta jornada, apesar de terem um jogo a menos.

O Mafra entrou melhor no encontro e o endiabrado Andrézinho foi o primeiro a pôr em perigo as redes do Desportivo de Chaves, obrigando Paulo Vítor à primeira defesa da manhã no Municipal de Mafra depois de um remate em zona frontal.

Os flavienses responderam com precisão e, explorando o espaço nas costas da defesa saloia, chegaram à vantagem à passagem do minuto 18. Juninho arrancou determinado com a bola a partir do meio campo, ganhou metros, entrou na área e, depois de fletir para zona interior, atirou para golo, com a bola ainda a desviar no central do Mafra João Miguel e a deixar sem hipóteses de defesa o guarda redes Carlos Henriques.

O golo trouxe tranquilidade ao Chaves e, em nova jogada em que ficaram a nu as debilidades defensivas do Mafra, Batxi tirou tinta ao poste da baliza de Carlos Henriques, tirando partido da melhor circulação de bola e explorando o espaço dado pelos laterais do Mafra.

Na altura em que melhor estava na partida, o Desportivo de Chaves cometeu um erro que deu o empate ao Mafra. Num lance aparentemente inofensivo, o capitão Rocha tocou a bola com a mão na grande área e Camará não perdoou na marcação da grande penalidade, fazendo o empate a uma bola.

Nos últimos instantes do primeiro tempo, Andrézinho podia ter colocado o Mafra em vantagem, depois de uma jogada coletiva exemplar, mas Paulo Vítor brilhou entre os postes transmontanos com mais uma boa intervenção.

Apesar de ter reentrado para a segunda parte balanceado no ataque e apostado em colocar-se pela primeira vez em vantagem na partida, o Mafra voltou a ser surpreendido pela velocidade do Desportivo de Chaves e foram os transmontanos a fazer o 2-1.

Wellington aproveitou uma perda de bola de Cuca a meio campo, abriu na direita em Batxi e o cruzamento saiu certeiro para João Teixeira que, sem oposição, só teve de encostar perante o desamparado Carlos Henriques.

O Mafra teve muitas dificuldades em voltar a criar oportunidades de golo para chegar ao empate e a primeira, depois de nova desvantagem, chegou apenas ao minuto 80, com Gustavo Moura a cabecear ligeiramente por cima da trave no primeiro lance de que dispôs na área flaviense.

Aos 81, o filme da primeira parte voltou a repetir-se no Municipal de Mafra, e um penálti tão evidente quanto desnecessário voltou a dar ao Mafra a possibilidade de empatar o encontro.

Okitokandjo foi puxado na área, assumiu a marcação, mas nesse momento brilhou Paulo Vítor, com uma estirada que tirou ao holandês a possibilidade de festejar o empate.

Já dentro dos cinco minutos finais, o avançado voltou a perder o duelo com o guarda-redes transmontano. Okitokandjo ia com tudo para o golo, mas Paulo Vítor leu bem o lance e saiu dos postes para voltar a negar o empate ao Mafra.

 

Jogo no Estádio Municipal de Mafra.

Mafra - Desportivo de Chaves, 1-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, João Miguel, 18 minutos (na própria baliza).

1-1, Camará, 32 (grande penalidade).

1-2, João Teixeira, 51.

 

Equipas:

- Mafra: Carlos Henriques, Tomás Domingos (Nuno Campos, 86), João Cunha, João Miguel, Gui Ferreira, Cuca, Carlos Daniel (Gustavo Moura, 79), Rodrigo Martins (Okitokandjo, 65), João Graça (Lee, 87), Andrézinho (Ismael, 64) e Camará.

(Suplentes: Godinho, Nuno Campos, Bruno, Okitokandjo, Kaká, Moura, Lee, Ismael e Miguel Lourenço).

Treinador: Filipe Cândido.

- Desportivo de Chaves: Paulo Vítor, João Correia, Rocha, Bura, João Reis, Batxi (Nicolas, 88), Nuno Coelho, Zé Tiago, João Teixeira (Raphael Guzzo, 89), Juninho (Benny, 75) e Wellington (Roberto, 65).

(Suplentes: Ricardo Moura, Benny, Raphael Guzzo, Niltinho, Roberto, Rafael Viegas, Guedes, Kevin Pina e Nicolas).

Treinador: Carlos Pinto.

 

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rocha (31), Batxi (34), Nuno Coelho (35), Camará (62), Cuca (76) e Benny (81).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Deixa o teu comentário