Empresas criadoras de 50 postos de trabalho têm benefícios fiscais

Regional

26 Junho 2021

Lusa

Executivo municipal aprovou a isenção do pagamento do pagamento do Imposto Municipal sobre Transacções Onerosas de Imóveis - IMT a três empresas que pretendem investir, no total, 11 milhões de euros no concelho.

O executivo municipal de Viana do Castelo decidiu isentar do pagamento do Imposto Municipal Sobre Transacções Onerosas de Imóveis - IMT, três empresas que pretendem investir, no total, mais de 11 milhões de euros no concelho, e criar 50 postos de trabalho. As beneficiárias são as empresas ‘Rendimo’, ‘Clyes’ e ‘CLBBrands’.


A ‘Rendimo’ está a construir um novo hotel na Estrada da Papanata, num investimento de 5.171 milhões de euros, e deve estar pronto em 2022.
 

 A empreitada prevê a criação de 120 postos de trabalho (dos quais 30 directos e 16 indirectos) quando o hotel estiver concluído.
 

A aquisição de uma parcela de terreno de 12.867 metros quadrados à Câmara Municipal de Viana do Castelo, no Lugar da Conchada (União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria), foi apresentada pela ‘Clyes’, empresa dos ramos de comércio, importação e exportação de vestuário de segurança e protecção individual.


O investimento ronda os quatro milhões de euros, e prevê a criação de 20 postos de trabalho.
 

A empresa ‘CLBBrands’ tem em mente a instalação na Zona Industrial do Neiva - fase 1, de uma unidade de produção de vestuário de segurança e protecção individual e um espaço de atendimento ao público.


O investimento é de dois milhões de euros e permite a contratação de 10 pessoas.


O Regime de Incentivos, criado em 2010, prevê reduções e isenções de taxas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, actividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura e floresta de base regional, regeneração urbana e modernização de espaços comerciais e espaços de restauração e bebidas.

Deixa o teu comentário