Braga,

Encontros Camilianos de 2019 vão homenagear escritor João Bigotte Chorão

Diversos

01 Outubro 2019

Lusa

A 5.ª edição dos Encontros Camilianos de São Miguel de Seide, em Vila Nova de Famalicão, vai homenagear João Bigotte Chorão, ensaísta e crítico, "considerado um dos maiores especialistas" na obra de Camilo Castelo Branco, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, a autarquia explica que a iniciativa, a decorrer entre 11 e 19 de outubro, e que se realiza de dois em dois anos, pretende "promover o debate e a reflexão interdisciplinar em torno das temáticas camilianas, contribuindo, desse modo, para a melhor promoção e divulgação da vida e da obra" daquele escritor e "sedimentar a sua política de intervenção cultural e científica a favor da Língua e da Cultura portuguesas".
 

João Bigotte Chorão morreu em fevereiro, deixando publicados vários trabalhos sobre a obra de Camilo Castelo Branco.
 

O tributo ao camilianista realiza-se durante a tarde do dia 12 de outubro, iniciando com a inauguração da exposição bibliográfica e documental "Esta nossa debilidade camiliana: Tributo a João Bigotte Chorão". Seguem-se as intervenções de Abel Barros Batista, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com "O essencial sobre O Essencial de João Bigotte Chorão", e de Artur Anselmo, da Academia das Ciência de Lisboa, com "João Bigotte Chorão camilianista".
 

A 5.ª edição dos Encontros Camilianos arranca no dia 11, com a realização de um roteiro camiliano ao cemitério da Lapa, no Porto, onde estão depositados os restos mortais de Camilo Castelo Branco, estando a saída de Seide marcada para as 14:00, junto à Casa de Camilo. À noite, pelas 21:30, irá realizar-se um serão musical sob a direção do professor Rui Mesquita.
 

Os trabalhos abrem no dia 12, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, a partir das 09:30, com a comunicação inaugural a cargo do professor no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho Sérgio Guimarães de Sousa, seguindo-se João Carlos Vitorino Pereira da Universidade de Lyon para abordar o tema "Ciúmes e violência de género na obra camiliana".
 

Depois da homenagem a João Bigotte Chorão haverá ainda tempo para a apresentação de edições camilianas e uma visita guiada à Casa Museu de Camilo.
 

Os Encontros Camilianos regressam depois a 19 de outubro com a realização de um Roteiro Literário Camiliano a Ribeira de Pena, onde Camilo Castelo Branco viveu durante dois anos.
 

Serão visitados vários locais que inspiraram Camilo Castelo Branco na criação das suas obras e os participantes serão ainda convidados a assistir à representação de “Maria Moisés” em teatro de marionetas.
 

Os interessados em participar nos Encontros Camilianos de São Miguel de Seide devem efetuar a sua inscrição através do ‘site’ em www.camilocastelobranco.org.
 

A inscrição é obrigatória e gratuita para o limite de 120 participantes.

Deixa o teu comentário