Braga, quarta-feira

Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo foi a única no país a retomar a totalidade das aulas presenciais

Regional

23 Julho 2020

Redação

Localizada em Melgaço a Escola Superior ministrou sete semanas de aulas beneficiando da sua envolvência geográfica e cumprindo um rigoroso plano de segurança

A Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo retomou as atividades presenciais na sua totalidade após o período de confinamento. Ao longo de sete semanas toda a academia voltou à normalidade, tendo as aulas decorrido conforme o estipulado, mas garantindo todas as normas de segurança devido à pandemia da Covid 19.

Os alunos dos Ctesp, da Licenciatura em Desporto e Lazer e dos Mestrados desenvolveram, desde o passado dia 1 de junho, todas as atividades programadas nas unidades curriculares, sendo a única intuição no país que assegurou toda a atividade letiva dentro da normalidade. Garantindo que todas as medidas de segurança eram adotadas a ESDL IPVC conseguiu concluir o ano letivo sem qualquer caso de Covid 19 e cumprindo o programa definido em cada unidade curricular. "Quando foi decretado o confinamento e ainda numa fase onde o nível de incerteza era enorme, começou a desenhar uma estratégia de cenários múltiplos, para que logo que possível pudesse cumprir a sua missão formativa. Assim, a 1 de junho a ESDL deu início à atividade formativa com aulas presenciais, de índole mais prático, pois a formação de caracter teórico foi sendo desenvolvida de uma forma sistemática e sustentada durante todo o confinamento" explica a direção da ESDL-IPVC.

Um início de aulas presencias decorreu com o cumprimento de uma forma escrupulosa as indicações da tutela, nas várias dimensões, desde a sanitária à formativa, onde a segurança da comunidade académica foi a primeira prioridade, não esquecendo a formação dos alunos dos mestrados, licenciaturas e Ctesp aí desenvolvidos.

A forte aposta do IPVC e da ESDL na qualidade de todos os processos formativos e de suporte à atividade letiva traduziu-se, "com ajustamentos aos horários, com alteração de datas de exames nas suas várias épocas, e com a diminuição da carga de pessoas nas instalações, entre outros fatores, numa manutenção dos saberes e competências de excelência que os nossos alunos obtêm nas formações por nós ministradas".

Assim o regresso às aulas começou com uma semana de campo. Divididos por grupos, estudantes e professores, começaram em pleno Parque Nacional da Peneda- Gerês, com aulas de canyoning; nos jardins exteriores da ESDL-IPVC os alunos desenvolveram aulas de ginástica localizada – fitness. A praia do Cabedelo foi o palco escolhido para os estudantes do curso da Licenciatura em Desporto e Natureza realizar a semana de campo de Surf e bodyboard. Sendo Melgaço a capital Ibérica do rafting, as piscinas e o rio, que se encontram a escassos minutos da ESDL-IPVC, reuniram as condições ideais para os estudantes fazerem a abordagem a estes desportos.

"Uma das grandes vantagens de estudar na ESDL-IPVC está relacionada com a liberdade: liberdade para sairmos da sala de aula e tirarmos partido do extraordinário envolvimento geográfico/paisagístico da instituição", sublinha Pedro Bezerra, diretor da Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo.

Pedro Bezerra é categórico ao referir que "na ESDL-IPVC seguimos com experiências e vivências práticas aprendendo e aprimorando conhecimentos e competências para formar profissionais de excelência".

"A ESDL tudo fez para providenciar um retorno às aulas em segurança e com a qualidade que habituou a comunidade estudantil"

Para Pedro Mesquita, aluno do 2º ano da licenciatura de Desporto e Lazer e vice-presidente da Associação de Estudantes da ESDL, "o regresso às aulas presenciais pós-quarentena, que implicou uma grande planificação sobretudo na implementação das medidas de segurança e higiene da Direção Geral de Saúde na escola, no pavilhão do Centro de Estágios de Melgaço e também entre nós, alunos, professores e funcionários, foi positivo".

Demos prioridade à segurança de todos e prestámos todo o apoio possível à comunidade escolar também através de uma boa estratégia de comunicação e de auscultação de dúvidas.

Senti-me sempre em segurança com a utilização de máscara, o cumprimento do distanciamento social por todos, a criação de circuitos na escola de forma a evitar a proximidade entre alunos, entre muitas outras medidas adotadas.

A ESDL tudo fez para providenciar um retorno às aulas em segurança e com a qualidade que habituou a comunidade estudantil de Melgaço. Considerei este período de aulas fundamental para concluir o que foi um ano atípico.

"Senti que o planeamento conjunto, e a atividade letiva que daí resultou, fez com que toda esta comunidade académica tivesse orgulho do IPVC e da ESDL"

Para António Brandão, como professor da ESDL-IPVC, o desafio da superação, da melhoria constante, é algo presente na cultura da organização. "Como é evidente com a pandemia esses recursos de superação, de procura de respostas eficientes e inovadoras foram postas à prova". No entanto, sublinha o docente, "com o espírito de colaboração existente em toda a comunidade académica, unida, para que este desafio fosse vencido, foram criadas soluções e, etapa a etapa as metas foram atingidas, tanto como escola, como nas competências que os nossos alunos adquiriram neste ano diferente".

Foi, portanto, com confiança, com certeza e com resiliência, que eu na minha atividade como professor (e penso que posso falar pelos colegas), senti que o planeamento conjunto, e a atividade letiva que daí resultou, fez com que toda esta comunidade académica tivesse orgulho do IPVC e da ESDL.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho