Braga, sábado

Esposende gastou mais de um milhão de euros no combate à pandemia

Regional

27 Janeiro 2021

Redação

A Câmara de Esposende, no distrito de Braga, já gastou mais de um milhão de euros em equipamentos de proteção, ajudas socioeconómicas e despesas com pessoal para combater a pandemia de covid-19, disse hoje o presidente da autarquia.

A Câmara de Esposende, no distrito de Braga, já gastou mais de um milhão de euros em equipamentos de proteção, ajudas socioeconómicas e despesas com pessoal para combater a pandemia de covid-19, disse hoje o presidente da autarquia.

Benjamim Pereira salientou à Lusa que a autarquia "desde o primeiro momento tem prestado auxílio, apoio as instituições" do concelho, desde residências para idosos, bombeiros e policias.

O autarca destacou que, "além do dinheiro gasto e que a autarquia deixou de receber", o concelho "está a sofrer" por causa da diminuição do turismo, uma "das principais atividades" da economia local.

"Nós já gastámos mais de um milhão de euros em material de proteção, exames, ajudas, isenções de taxas, de pagamentos de água e saneamento a munícipes e empresas, uma série de despesas que ainda não estão todas contabilizadas", adiantou, referindo ainda que "foi necessário reforçar o pessoal afeto à Proteção Civil e isso também fez aumentar a despesa".

Segundo Benjamim Pereira, "um milhão de euros é um valor elevado no orçamento do município [28 milhões de euros em 2020]".

"Uma boa parte desta verba conseguimos ir buscar ao cancelamento das atividades, festas de verão. Foi uma opção que fizemos logo no início", apontou.

Para o autarca, "é também preciso ter em conta que há receitas que a câmara deixa de receber" por força do impacto na economia local.

"Um dos setores mais fortes da nossa economia é o turismo. Com o fecho dos restaurantes, alojamento, diminuição do comércio, o tecido económico sofreu e isso também se refletiu nas receitas da autarquia", descreveu.

Benjamim Pereira salientou que "agora é tempo de pensar" o pós-pandemia.

"Estamos a preparar a recuperação. O nosso foco agora é a ajuda aos munícipes, mas temos que pensar mais além e já estamos a preparar uma série de medidas", adiantou.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 11.305 pessoas dos 668.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Deixa o teu comentário