Braga, quinta-feira

Estruturas artísticas chamadas ao Conselho Cultural da UMinho

Diversos

22 Abril 2021

José Paulo Silva José Paulo Silva

Dez figuras da cultura foram convidados a integrar o órgão consultivo. Tomada de posse coincide com entrega do Prémio Victor de Sá.

Os directores de algumas das principais estruturas culturais da região tomam posse amanhã como membros convidados do Conselho Cultural da Universidade do Minho (UMinho).


Isabel Silva, directora dos museus dos Biscainhos e D. Diogo de Sousa, é uma das dez personalidades convidadas para integrar aquele órgão colegial, de consulta do reitor e do Conselho Geral em questões de política cultural da UMinho.


Tomam também posse como membros externos do Conselho Cultural Luís Fernandes, director artístico do GNRation e do festival Semibreve; Rui Torrinha, director artístico do Centro Cultural Vila Flor e do festival Guidance; Rui Vítor Costa, presidente da associação Muralha; Rui Ramos, director da Bienal de Ilustração de Guimarães; Nuno Soares, director da Casa das Artes de Arcos de Valdevez; Álvaro Santos, director da Casa das Artes de Famalicão; Paulo Vieira de Castro, presidente da Sociedade Martins Sarmento; Teresa Andresen, arquitecta paisagista e professora catedrática; e Cláudia Leite, administradora do Theatro Circo de Braga.
 

 Para o órgão presidido por Helena Sousa, professora da Instituto de Ciências Sociais, e que integra os responsáveis das unidades culturais e presidentes das 12 unidades orgânicas da UMinho, foi também nomeada a estudante Marta Ferreira.


Enquanto órgão coordenador das unidades culturais da UMinho, o Conselho Cultural foi criado em 1986 a nível experimental e formalmente estabelecido, nos estatutos da universidade, em 1989. O Conselho tem como missão interna o aconselhamento do reitor em matéria de política cultural, dando corpo ao objectivo da extensão universitária. A sessão de tomada de posse dos membros do Conselho Cultural realiza-se amanhã, a partir das 14h30, no Largo do Paço, podendo ser acompanhada no canal youtube da UMinho. A sessão inclui a entrega do Prémio Victor de Sá de História Contemporânea 2020 e a apresentação do programa dos 100 anos do nascimento deste precursor da moderna historiografia portuguesa, iniciativas promovidos pelo Conselho Geral.

Deixa o teu comentário