Braga, quarta-feira

Euro2020: Santos desvaloriza ausência de William e volta a elogiar o Luxemburgo

Desporto

10 Outubro 2019

Lusa

"Portugal é melhor. Seria anormal se Portugal não fosse melhor. Tenho a certeza disso, desde que cumpra todos os critérios importantes durante o jogo. Se não o fizer, então vai ser muito difícil e o Luxemburgo pode dificultar muito a nossa tarefa", afirmou Fernando Santos.
 

O selecionador nacional falava aos jornalistas, na Cidade do Futebol, em Oeiras, na conferência de imprensa de antevisão do encontro do Grupo B de apuramento para o próximo Europeu, agendado para sexta-feira, no Estádio José Alvalade.
 

"No jogo em casa com a Ucrânia, o Luxemburgo perdeu por 2-1 com um autogolo no fim. Podia ter ganhado com facilidade e foi um resultado injusto. Isso mostra o valor dessa equipa. Os jogadores visionaram o jogo fora com a Ucrânia, que perderam por 1-0, em que tiveram um golo anulado, com muitas dúvidas", lembrou o técnico português.

 

Fernando Santos acrescentou ainda que o Luxemburgo é uma equipa que "defende bem, organizada e que gosta de ter bola", mostrando que "não tem receio" de defrontar qualquer seleção.
 

"O Luxemburgo cria oportunidades de golo com facilidade. Portugal tem que mandar no jogo, tem que ter bola e, quando o faz, tudo fica mais fácil. Fizemos isso na Sérvia (4-2). Na primeira parte com a Lituânia não o fizemos e logo as coisas ficaram mais difíceis", recordou Fernando Santos.

 

O selecionador nacional desvalorizou a ausência de William Carvalho, jogador que está lesionado e que é totalista na campanha do aproamento para o Euro2020, lembrando que Portugal "tem várias soluções" para o seu lugar no meio campo.

 

"Tenho confiança em todos os jogadores que aqui estão. Por isso é que estão convocados. Vão dar uma resposta à altura. Falar daquele que não está, isso é que não vai dar a vitória com o Luxemburgo. William está ausente e o assunto fica por aí", frisou.
 

No final da conferência da imprensa, Fernando Santos, que cumpre hoje 65 anos de idade, foi ainda questionado sobre a importância de Cristiano Ronaldo e se classificava o avançado como o melhor jogador português de todos os tempos.
 

"Os tempos são diferentes, por isso vou fugir um pouco à pergunta. Mas, vou contar uma história. Ontem [quarta-feira] esteve cá um amigo meu e pediu um autógrafo ao Cristiano. Perguntou-lhe de onde é que ele era. O Cristiano respondeu que era da ilha da Madeira. O meu amigo depois disse-lhe que não, que ele era de outra galáxia. E, é mesmo isso. É de outra galáxia", concluiu.
 

Os campeões europeus recebem o Luxemburgo, num jogo com início marcado para as 19:45, e deslocam-se a Kiev na segunda-feira, para defrontar a Ucrânia, que lidera o Grupo B.
 

Em caso de vitória nos dois jogos, e se a Sérvia não vencer na Lituânia, também no dia 14, Portugal garante logo um lugar na fase final do próximo Europeu e mantém-se na luta pelo primeiro lugar do grupo com os ucranianos.
 

A Ucrânia lidera o Grupo B com 13 pontos, seguido de Portugal, que tem oito, mas menos um jogo. A Sérvia é terceira, com sete, à frente do Luxemburgo, que tem quatro, e da Lituânia, com um.
 

O Portugal-Luxemburgo vai ter arbitragem do polaco Daniel Stefanski.

Deixa o teu comentário