Braga,

Evento único e exclusivo mostra Priscos ao mundo

Regional

16 Agosto 2020

Redação

Hoje vivia-se a terceira edição do Dia da Freguesia/Imigrante de Priscos. Presépio ao Vivo de Priscos serve de palco para projecto inovador.

A terceira edição do Dia da Freguesia/Imigrante de Priscos estava marcada para hoje. “Infelizmente, este ano, não será possível acontecer”, mas a freguesia de Priscos “vai ser dada a conhecer ao mundo num evento único e exclusivo”, assegurou o presidente da Junta de Freguesia de Priscos, Israel Pinto, referindo que com esta celebração se está também “a apoiar a criação de um novo projecto priscense”.


Trata-se de uma parceria entre a Junta de Freguesia de Priscos, o Presépio ao Vivo de Priscos e a marca Iconikus, cuja equipa é natural e residente em Priscos.

 

“Infelizmente não conseguimos celebrar o nosso dia e com esta proposta de um empreendedor de Priscos juntamos o útil ao agradável. Temos como objectivo transmitir a história de Priscos através da imagem e do som de um dj da terra”, explicou o presidente de junta, tendo sido escolhido o cenário do Presépio ao Vivo de Priscos para esta este evento.


Esta “nova ideia” tem como objectivo “dar valor à freguesia e mostrar Priscos de outra forma ao mundo”.
 

A ideia inicial era fazer um live streaming, mas “dadas todas as contingências fez-se uma pré-gravação e será feito um streaming amanhã [hoje]. Será uma novidade que começa em Priscos”, destacou ainda o autarca, que desta forma “apoia um projecto inovador e que mostra a freguesia com outro olhar”.
 

Este projecto vai ao encontro do objectivo do Presépio ao Vivo de Priscos de não receber só iniciativas no Natal.


“Queremos ter um espaço acolhedor, mas também de evangelização a outro tipo de públicos. Queremos no futuro ter um espaço de visita para quem vem a Braga”, referiu, entretanto, o responsável pelo Presépio ao Vivo de Priscos, padre João Torres, sublinhando que o objectivo “não é só fazer uma viagem à história, mas também ajudar as pessoas a fazer uma viagem àquilo que devia ser a reinserção social em Portugal com a criação de espaços construídos por pessoas que cometeram crimes”.

 

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho