Explosão de carro bomba em ponte fronteiriça entre EUA e Canadá faz 2 mortos

Internacional

22 Novembro 2023

Lusa

O veículo que explodiu hoje numa ponte na fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá, perto das Cataratas do Niágara, era um carro bomba e o incidente deixou pelo menos dois mortos, segundo a imprensa local.

A cadeia Fox News noticia que a explosão foi provocada por um carro bomba e o Niagara Gazette assinala que há dois mortos e um agente fronteiriço ferido, enquanto a cadeia ABC refere "múltiplas vítimas".
 

A ponte Rainbow está agora fechada em ambos os sentidos, precisamente numa data (véspera de dia de Ação de Graças) de grande movimento de veículos.
 

A Polícia Federal (FBI) "está a investigar a explosão de um veículo na Rainbow Bridge, ponto de passagem da fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá em Niagara Falls", escreveu na plataforma X (antigo Twitter) o escritório do FBI da cidade de Buffalo, num comunicado de imprensa em que acrescentou que a situação é "muito fluida".
 

A governadora do estado de Nova Iorque, Kathy Hochul, disse no X que a polícia do seu estado está a "trabalhar com a unidade antiterrorista do FBI para monitorizar todos os pontos de entrada" em Nova Iorque.
 

"Estou a caminho de Buffalo para me encontrar com autoridades policiais e equipas de emergência e atualizarei os nova-iorquinos quando mais informações estiverem disponíveis", acrescentou.
 

A cidade norte-americana de Niagara Falls disse na sua página no Facebook que a Rainbow Bridge está fechada "até novo aviso".
 

Do lado canadiano, a polícia local disse à agência France Press (AFP) que por enquanto tinha "envolvimento mínimo" no caso.
 

Entretanto, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse tratar-se de uma situação “muito séria”.
 

"A situação é obviamente muito séria nas Cataratas do Niágara. Um veículo explodiu na Rainbow Bridge", disse o chefe do Governo canadiano ao Parlamento. “Ainda há muitas perguntas e estamos a tentar obter respostas o mais rápido possível”, acrescentou, frisando que o Governo canadiano está em contacto permanente com as autoridades norte-americanas para “continuar a receber informações".
 

Já o líder da oposição do Canadá, Pierre Poilievre, rapidamente atribuiu a situação a um "ataque terrorista".
 

Anteriormente, o ministro da Segurança Pública do Canadá, Dominic LeBlanc, disse que não poderia fornecer detalhes sobre o que aconteceu porque “a situação está a evoluir rapidamente” e as autoridades receberam informações contraditórias.
 

Mas LeBlanc insistiu que “a situação é muito grave” e que o Canadá reforçou as medidas de segurança em todos os postos fronteiriços “para proteger os canadianos”. 
 

Fotografias e vídeos feitos por transeuntes e publicados nas redes sociais mostraram fumo espesso, chamas e uma cabine de segurança que havia sido danificada pelas chamas.
 

Testemunhas disseram que viram um veículo a acelerar em direção ao cruzamento do lado norte-americano da fronteira, quando se desviou para evitar outro carro e bateu numa cerca e explodiu.

Deixa o teu comentário