Braga, sábado

Famalicão impõe a lei do mais forte na visita ao Oriental

Desporto

21 Novembro 2020

Redação

O Famalicão venceu hoje o Oriental 3-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, e garantiu a passagem à próxima fase da prova, num jogo em que os golos surgiram na segunda parte.

O Famalicão venceu hoje o Oriental 3-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, e garantiu a passagem à próxima fase da prova, num jogo em que os golos surgiram na segunda parte.

Apesar do domínio ao longo dos 90 minutos, a equipa da I Liga apenas começou a construir a vitória no segundo tempo, com o golo de Gil Dias (50). Marcelo Trotta (69) e Diogo Queirós (86) marcaram os outros golos do encontro.

Desde o apito inicial que ficou bem visível a maior qualidade do Famalicão, muito por influência da segurança trazida por Gustavo Assunção no setor do meio campo e a irreverência de Valenzuela no flanco direito.

O argentino deixou a 'cabeça em água' a Bruno Simão nos primeiros 45 minutos, com excelentes combinações com o compatriota Joaquín Pereyra, mas foi já no segundo tempo que mais uma iniciativa sua resultou no golo inaugural do jogo.

Aos 50 minutos, Valenzuela recebeu no flanco direito, fletiu para o miolo e, após um ressalto, a bola acabou por chegar ao pé esquerdo de Gil Dias, hoje a jogar a lateral, que 'fuzilou' Hugo Mosca e colocou os famalicenses na frente do marcador.

O Oriental, último classificado da série G do Campeonato de Portugal, procurou reagir à desvantagem, mas foi sempre o Famalicão a estar por cima no jogo e a poder aumentar a vantagem.

Aos 68 minutos, Jaime ficou perto do segundo, num remate que saiu a rasar o poste e, segundos depois, na sequência de um canto, Gil Dias assistiu e Marcelo Trotta fez o 2-0 para a equipa de João Pedro Sousa, colocando um ponto final nas esperanças dos orientalistas.

Já depois de Luiz Júnior ter feito a defesa do jogo na baliza do Famalicão, Diogo Queirós, aos 86, colocou também o nome na lista de marcadores e fez o 3-0 para os visitantes, novamente na sequência de um canto e em que o defesa português apareceu ao segundo poste a finalizar, já com o Oriental de 'braços caídos'.

 

Jogo no Campo Engenheiro Carlos Salema, em Lisboa.

Oriental - Famalicão, 0-3.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Gil Dias, 50 minutos.

0-2, Marcelo Trotta, 69.

0-3, Diogo Queirós, 86.

 

Equipas:

- Oriental: Hugo Mosca, Bruno Simão, Marinheiro, Caminata (Rafa Pinto, 69), Rafa Santos (Camará, 79), Douglas (Hélio Roque, 79), Dudu, Tomás Silva, Varudo (Ruben Gouveia, 69), David Crespo (Márcio Augusto, 64) e Ruizinho.

(Suplentes: Guerreiro, Ruben Gouveia, Fati, Rafa Pinto, Márcio Augusto, Hélio Roque e Camará).

Treinador: Rui Gregório.

- Famalicão: Luiz Júnior, Babic, Jhonata da Silva (Trevisan, 84), Gustavo Assunção, Jaime (Bruno Jordão, 74), Joaquín Pereyra (Guga, 82), Carlos Valenzuela, Diogo Queirós, Herrera, Gil Dias (Jorge Ferreira, 84) e Marcelo Trotta (Daniel Moreno, 84).

(Suplentes: Zlobin, Daniel Moreno, Trevisan, Guga, Riccieli Júnior, Bruno Jordão e Jorge Ferreira).

Treinador: João Pedro Sousa.

 

Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Crespo (59), Tomás Silva (72), Babic (77) e Daniel Moreno (86).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho