Braga, segunda-feira

Famílias e empresas isentas de pagar contas da água e lixo no próximo ano

Regional

29 Dezembro 2020

Redação

Medida abrange também o saneamento e destina-se a famílias e empresas com perda de rendimentos e instituições de solidariedade social. O objectivo é minimizar os efeitos da pandemia da Covid-19.

A Câmara Municipal de Amares vai isentar as famílias afectadas pelo desemprego, algumas empresas e as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do pagamento das tarifas de abastecimento de água, saneamento e lixo em 2021.

A proposta foi aprovada por unanimidade na reunião de ontem do executivo municipal.

“Vamos isentar as tarifas da água, do saneamento e do lixo para as famílias desempregadas, para as empresas do pequeno comércio como os restaurantes e similares ou os cabeleireiros, por exemplo, e também as instituições particulares de solidariedada social do nosso concelho”, disse o presidente da Câmara Municipal de Amares.

Manuel Moreira destacou que se trata de “um apoio importante, principalmente nesta fase de pandemia, em que muita gente e muitas empresas perderam rendimentos”.

A medida vai estar em vigor, por enquanto, nos três primeiros meses do próximo ano. “Vamos manter esses apoios pelo menos até ao fim do mês de Março e depois faremos uma reavaliação da situação. Se os condicionalismos económicos se mantiverem, podemos prolongar essas medidas por mais algum tempo”, indicou Manuel Moreira.

Na proposta apresentada pelo vereador do Ambiente, Vítor Ribeiro, lê-se que são abrangidos os agregados familiares que trnham “comprovadamente perda de rendimentos, designadamente por efeitos de desemprego ou lay-off e desde que o rendimento do agregado não ultrapasse uma vez o salário mínimo nacional”.

A inclusão das IPSS surgiu por sugestão de Emanuel Magalhães, vereador do Movimento Amares Independente e Solidário (MAIS).

Este vereador aproveitou a mesma reunião para interpelar o executivo municipal amarense sobre a concessão do Mosteiro de Rendufe. Em forma de resposta, o presidente da Câmara Municipal de Amares revelou que “não sei nada de oficial. Sei que haverá duas candidaturas mas não posso confirmar nada, porque ainda não tenho confirmações oficiais”. Manuel Moreira acrescentou que o concurso para a apresentação de propostas terminou no passado dia 11, mas “nem sequer sei como está a decorrer o processo”, assegurou o autarca.

Deixa o teu comentário