Braga, sexta-feira

Fernando Santos destaca evolução do Luxemburgo e recusa parecenças com Azerbaijão

Desporto

29 Março 2021

Lusa

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, elogiou hoje a evolução da equipa do Luxemburgo e considerou que o próximo adversário no grupo A de qualificação para o Mundial2022 não tem nada a ver com o Azerbaijão.

“Esta equipa não tem nada a ver com o Azerbaijão. O Luxemburgo vai jogar olhos nos olhos connosco. Vai tentar defender bem, mas depois sair com qualidade para o ataque. Nós é que vamos ter de fazer com eles sejam um Azerbaijão, não os deixando sair de lá de trás”, afirmou, em conferência de imprensa.
 

Na conferência de imprensa de antevisão da partida de terça-feira, Fernando Santos elogiou as capacidades dos luxemburgueses, desde logo lembrando o surpreendente triunfo sobre a República da Irlanda, por 1-0, no sábado.
 

“É uma equipa com muita capacidade, muito bem em termos de organização. Não é uma equipa defensiva. É uma das equipas que mais evoluiu nos últimos anos. Este resultado [na Irlanda] provou-o. Sabemos as dificuldades que este jogo encerra, mas estamos preparados para ganhar”, disse.
 

Fernando Santos admitiu que o empate na Sérvia (2-2) “foi um momento de grande frustração”, até pelo golo não validado a Cristiano Ronaldo em tempo de compensação, mas confessou que a seleção tem de esquecer o que aconteceu em Belgrado.
 

“Há uma certa frustração com o que aconteceu, mas temos de esquecer isso, porque não serve de nada. O árbitro [Danny Makkelie], num ato digno, já veio dizer publicamente o que me tinha dito a mim, que cometeu um erro tremendo. Dependemos só de nós e temos de ganhar os nossos jogos para estarmos no Mundial do Qatar”, referiu.
 

De resto, o técnico vincou que Portugal tem “jogadores de altíssimo nível, que sabem sempre que têm de estar com níveis de concentração altíssimos”, mas recusou que esta seja a melhor seleção nacional de sempre, como afirmou o selecionador do Luxemburgo.
 

A partida no Luxemburgo será a terceira que Portugal vai realizar em sete dias, pelo que é preciso ir analisando diariamente o estado físico dos jogadores, como admitiu Fernando Santos.
 

“Quando temos jogadores que vêm com muitos jogos seguidos nas pernas, que chegam aqui à seleção e têm de jogar de 70 em 70 horas, é um esforço intensivo. Estamos aqui praticamente a recuperar e a jogar. Vamos falando com os jogadores, vendo como estão e amanhã [terça-feira] vamos apresentar o melhor onze para o jogo”, concluiu.
 

Apesar de João Moutinho ter falhado o encontro na Sérvia, devido a lesão, e ter treinado à parte dos colegas no domingo e na segunda-feira, Fernando Santos confessou que o médio do Wolverhampton “tem grandes probabilidades de estar disponível para o jogo, seja de início ou a entrar depois”.
 

O encontro entre Portugal e o Luxemburgo está agendado para terça-feira, a partir das 19:45 (hora de Lisboa), na Cidade do Luxemburgo, e será dirigido pelo russo Sergei Ivanov.
 

A seleção nacional estreou-se no Grupo A da qualificação europeia com um triunfo sobre o Azerbaijão (1-0), em Turim, antes de ceder um empate na visita à Sérvia (2-2), em Belgrado.
 

Portugal divide o topo da classificação com a Sérvia, ambos com quatro pontos, logo seguidos pelo Luxemburgo (três), que no sábado se estreou na fase de apuramento com uma surpreendente vitória por 1-0 na visita à República da Irlanda. Em duas partidas realizadas, os irlandeses ainda não pontuaram, tal como o Azerbaijão, que tem apenas um jogo disputado.

Deixa o teu comentário