Festival Laurus Nobilis de volta em julho com Vader e Moonspell de olhos postos na 10.ª edição

Diversos

03 Julho 2024

Redação

O festival Laurus Nobilis vai realizar a sua 9.ª edição em julho, no Louro, em Vila Nova de Famalicão, com Vader, Septicflesh e Moonspell como cabeças de cartaz, já com os olhos postos num 10.º evento.

“O Laurus Nobilis este ano vai no seguimento das edições transatas, onde primamos por ter sempre um cartaz muito apelativo, cada vez mais internacional. Seguimos o mesmo conceito de um festival de música alternativa, [para] mostrar as mais valias da região, de Famalicão, uma terra de amigos, que gosta de receber”, disse à Lusa José Aguiar, produtor do festival.
 

Nos dias 19, 20 e 21 de julho, a freguesia do Louro vai receber nomes do metal internacional como os polacos Vader, os finlandeses Wolfheart e Bloody Falls, os gregos Septicflesh e os italianos Hideous Divinity, além de um largo contingente nacional, liderado por Moonspell e pelos locais Godiva.
 

Depois de anos a acontecer num terreno com amplo espaço, que chegou a receber nomes como Manowar, o Laurus Nobilis acontece agora no recinto da Casa do Artista da Amador, um projeto também da associação Ecos Culturais do Louro, apontando para uma lotação entre as 1.500 e as 2.000 pessoas.
 

“O nosso objetivo é a sustentabilidade do festival, como é lógico, e começar a cativar as pessoas, de ser aquele festival para 1.500 pessoas por dia”, disse José Aguiar, salientando o objetivo de o Laurus Nobilis ser um festival mais “intimista”, onde é possível ver bandas nacionais internacionais com maior proximidade e poder estar com amigos sem os perder de vista o resto da noite.
 

José Aguiar salientou as valências gastronómicas de Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga, que é também o terceiro município mais exportador do país e número um a nível regional.
 

“Apareçam ao Laurus, venham comer caldo verde, melão casca de carvalho, vinho verde e ver muito rock’n’roll”, afirmou o organizador do evento, que sublinhou terem bilhetes vendidos para todo o continente e ilhas, com uma forte presença espanhola já garantida.
 

Questionado sobre o que pode o público esperar da vindoura 10.ª edição, em 2025, José Aguiar disse que estão a trabalhar para que seja um evento memorável: “Estamos a trabalhar para isso e o público que fique atento porque 10 anos são 10 anos e iremos ter surpresas no festival”.
 

Os bilhetes diários para a 9.ª edição do Laurus Nobilis custam 40 euros, enquanto o passe geral fica por 70 euros. Todos os bilhetes dão acesso a campismo e o acesso ao recinto é gratuito para menores de 12 anos.

Deixa o teu comentário